Em encontro com Angela Merkel, papa Francisco pede acordo para a Ucrânia

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Na semana passada, Angela, junto com o presidente francês, conseguiu mediar um cessar-fogo entre a Ucrânia e a Rússia

Papa Francisco pediu neste sábado (21) para a Alemanha continuar empenhada em alcançar uma solução pacífica para a crise na Ucrânia.

Dia 14: Papa Francisco nomeia 20 cardeais em cerimônia com presença de Bento XVI

Papa Francisco aperta a mão da chanceler alemã Angela Merkel durante audiência privada no Vaticano
AP
Papa Francisco aperta a mão da chanceler alemã Angela Merkel durante audiência privada no Vaticano

Dia 19: Papa admite que considera aceitar padres casados na Igreja

O Pontífice fez o pedido durante uma reunião com a chanceler alemã, Angela Merkel, no Vaticano. Na semana passada, Angela, junto com o presidente francês, François Hollande, conseguiu mediar um cessar-fogo entre Ucrânia e Rússia, o qual entrou em vigor no último dia 15. O objetivo é colocar um fim aos confrontos entre o Exército de Kiev e os separatistas pró-russos do leste do país.

De acordo com a Santa Sé, o encontro com o Papa foi solicitado por Merkel, em vista da próxima Cúpula do G20, que ocorre entre os dias 7 e 8 de junho, em Elmau, na Alemanha. Nesse sentido, o Papa também aproveitou a reunião de hoje para destacar a necessiade de ações coordenadas da comunidade internacional na luta contra a pobreza, a fome e o tráfico de seres humanos, além de um apoio aos direitos das mulheres.

Vaticano: Papa faz missa por egípcios decapitados pelo Estado Islâmico na Líbia

"No cordial encontro, foi dedicada atenção especial a questões de caráter internacional, como a luta contra a pobreza e a fome, o tratamento de seres humanos, os direitos das mulheres, os desafios da saúde global e a proteção da criação", informou um comunicado do Vaticano.

A chanceler estava acompanhada por 14 pessoas da comitiva alemã, entre elas o embaixador na Santa Sé, Annette Schavan, e o porta-voz de Berlim, Steffen Seibert. Na tradicional troca de presentes, protocolo de visitas de chefes de Estado ao Vaticano, Merkel doou uma quantia em dinheiro destinada a crianças refugiadas das guerras do Oriente Médio.

A chanceler também deu um CD com músicas de Johann Sebastian Bach e um livro a Francisco. O Papa, por sua vez, retribuiu com uma moeda de seu pontificado que retrata a figura de São Martinho. Esta foi a terceira reunirão entre Francisco e a chanceler alemã. O último encontro tinha ocorrido em 18 de maio de 2013, ocasião em que falaram sobre a situação da Europa e da crise econômica.

Leia tudo sobre: papa franciscopapaangela merkelalemanhavaticano

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas