EUA: Acusada de esfaquear colega de escola, menina de 12 anos cultuava monstro

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Garota praticou o crime com amiga aos 12 anos em Wisconsin em 2014; advogado alega problema mental. Vítima sobreviveu

O advogado de uma das duas meninas acusadas de esfaquear colega de classe para agradar o personagem de histórias de terror Slender Man tentou convencer um juiz que seria melhor mover o caso para um tribunal juvenil, argumentando que sua cliente é mentalmente perturbada e acreditava que ela tinha que matar a jovem para se proteger e proteger também sua família.

2014: Menina de 12 anos é esfaqueada 19 vezes por colegas de escola nos EUA

Morgan Geyser e Anissa Weier estão sendo acusadas pelo crime em Milwaukee, Wisconsin, EUA (arquivo)
Reprodução/Youtube
Morgan Geyser e Anissa Weier estão sendo acusadas pelo crime em Milwaukee, Wisconsin, EUA (arquivo)

Abril: Suspeito de ataque com facas em escola responderá como adulto nos EUA

Durante o segundo dia de uma audiência preliminar, a psicóloga Deborah Collins testemunhou ter ouvido a garota várias vezes e concluído que ela acredita honestamente que Slender Man existe.

"(Sua crença) não mudou e tem sido inflexível sobre a perspectiva racional", disse a especialista. Deborah também testemunhou que a menina acredita que o vilão de Harry Potter, Lord Voldemort, visitava ela quando ele não estava ocupado em suas viagens de negócios.

2013: Estudante esfaqueia 14 em campus de faculdade do Texas

Um detetive particular que trabalha na defesa da jovem testemunhou ter descoberto mais de 60 desenhos de Slender Man no quarto da menina. Muitos dos desenhos incluíam frases como "não está segura nem mesmo em sua casa" e "ele está aqui sempre". Um desenho mostrava uma menina deitada no chão e uma pessoa de pé sobre ela com a mensagem "Eu amo matar pessoas" escrita sobre a figura.

Morgan Geyser é uma das acusadas pelo crime que chocou os EUA em 2014
Reprodução/Facebook

O detetive chegou a dizer que encontrou mais de meia dúzia de bonecas Barbie no quarto marcadas com o símbolo de Slender Man. Algumas delas tiveram mãos e pés decepados pela garota.

De acordo com documentos judiciais, as meninas disseram aos detetives que planejaram matar Peyton Leutner por meses. Eles são acusadas de atrair a vítima para um parque no subúrbio de Milwaukee em Wilscosin, EUA, em 31 de maio de 2014, e a esfaqueou 19 vezes. Leutner sobreviveu.

As supostas agressoras foram encontradas caminhando em direção a Nicolet National Forest, onde disseram que se juntariam ao Slender Man. Todas as três meninas tinham 12 anos no momento do incidente. As duas supostas criminosas enfrentam acusação de homicídio doloso em primeiro grau em um tribunal de adultos. Cada uma pode pegar até 65 anos no sistema prisional do Estado, se forem condenadas.

A Associated Press não nomeou as agressoras porque o caso pode acabar seguindo para um tribunal de menores, onde os processos são secretos.

*Com AP

Leia tudo sobre: euaWisconsinMorgan GeyserAnissa Weier

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas