Novo desastre no Mediterrâneo deixa 29 imigrantes mortos

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

O caso ocorreu com um barco com 106 pessoas que provavelmente estava a caminho da ilha italiana de Lampedusa

Pelo menos 29 imigrantes ilegais morreram no último domingo (9) em mais uma tragédia registrada no mar Mediterrâneo. O caso ocorreu de noite em um barco com 106 pessoas que provavelmente estava a caminho da ilha italiana de Lampedusa.

Durante a tarde, a Guarda Costeira do país europeu recebera uma chamada de emergência que falava sobre uma embarcação clandestina à deriva em águas líbias. Os navios de resgate chegaram ao local às 22h, mas já era tarde para mais de 25% dos seus passageiros.

Segundo as primeiras informações, a maioria das vítimas faleceu de hipotermia. Os outros ocupantes do barco foram levados até Lampedusa, que atrai milhares de imigrantes todos os anos por estar mais perto da Tunísia do que da própria Sicília, a região italiana mais próxima.

Leia mais:
Centenas de imigrantes ilegais morrem em dois naufrágios a caminho da Europa
Mais de cem imigrantes ilegais estão desaparecidos após naufrágio na Líbia

Por isso, a ilha é tida por clandestinos como uma porta de entrada para a Europa e, quem sabe, uma vida melhor. Além dos 29 mortos, ao menos sete indivíduos foram internados em estado grave

Leia tudo sobre: mediterrâneonaufrágio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas