Eleição de Mattarella vai acelerar reformas políticas, diz premiê da Itália

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ressaltando estar contente com a eleição de Mattarella, Renzi minimizou atrito nas relações com partido de Silvio Berlusconi

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, destacou que a eleição do novo presidente do país, Sergio Mattarella, vai acelerar as reformas propostas por seu governo.

Cenário: Conheça Sergio Mattarella, novo presidente da Itália

Presidente italiano Sergio Mattarella posa para fotos no edifício do tribunal constitucional perto do Palácio Quirinal em Roma, Itália (31/01)
AP
Presidente italiano Sergio Mattarella posa para fotos no edifício do tribunal constitucional perto do Palácio Quirinal em Roma, Itália (31/01)

Leia: Sergio Mattarella é eleito presidente da Itália

"A eleição do chefe de Estado turbina, não atrasa as reformas. Avança com tudo. Eu não vou passar os próximos meses conversando com os partidos pequenos, mas sim com os italianos para reiniciar nosso país", disse o premier em entrevista à RTL nesta segunda-feira (2).

Ressaltando que está "muito contente" com a eleição de Mattarella, ele minimizou o atrito nas relações com o partido Forza Italia (FI), de Silvio Berlusconi. "Na Câmara, o FI não é importante do ponto de vista numérico, mas sim com ideias de reformas parecidas.

Acredito que o FI tenha interesse em permanecer, mas não vamos voltar a discutir tudo. Se eles não quiserem, faremos as reformas sem eles", destacou.

O premier se referia aos acordos feitos com Berlusconi para ter o apoio do FI nas votações da série de reformas do governo. Com a indicação do nome de Mattarella, desafeto do ex-premier italiano, as relações entre os dois ficaram muito abaladas.

Berlusconi chegou a acusar Renzi de traição e fez com que seu partido votasse em branco no escrutínio que elegeu o novo chefe de Estado.

Leia tudo sobre: italiarenziberlusconimattarella

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas