Jordânia aceita libertar terrorista do Estado Islâmico em troca de piloto

Por Ansa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Anúncio foi feito pelo ministério das Relações Exteriores nesta quarta; informação foi divulgada pela rede de televisão NHK

O Ministério das Relações Exteriores da Jordânia anunciou nesta quarta-feira (28) estar preparado para libertar a terrorista Sajida al-Rishawi como forma de conseguir o resgate do refém Muath al-Kasaesbeh, sequestrado pelo Estado Islâmico (EI, ex-Isis). A informação foi divulgada pela emissora japonesa NHK.

Hoje: Premiê japonês chama de "desprezíveis" ameaças do Estado Islâmico

Ministro japonês dos Negócios Estrangeiros Yasuhide Nakayama fala à imprensa em frente à Embaixada do Japão em Amã, Jordânia
AP
Ministro japonês dos Negócios Estrangeiros Yasuhide Nakayama fala à imprensa em frente à Embaixada do Japão em Amã, Jordânia


Leia tudo sobre: eiileiil no iraquejordaniajapao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas