De acordo com a imprensa francesa, o episódio parece não ter ligações com os atentados terrroristas da semana passada

O homem que mantinha dois reféns em um correio na cidade de Colombes, na França, acaba de se render às autoridades. O episódio parece não ter ligações com os atentados terroristas da semana passada.

O criminoso, que possui problemas psiquiátricos, tem cerca de 40 anos e já é conhecido da polícia local. Ele foi detido e os reféns saíram ilesos após cerca de duas horas.

De acordo com a rádio France Bleu, o homem estava armado com um fuzil kalashnikov, o AK-47, e uma pistola quando entrou na sede do correio.

Posto dos Correios em Paris
Reprodução/Twitter
Posto dos Correios em Paris

Terrorismo

Uma fonte de inteligência diz que poderia haver até 20 células adormecidas terroristas de entre 120 e 180 pessoas prontas para atacar na França, Alemanha, Bélgica e Holanda.

Prisões

Em operação realizada na periferia de Paris, na madrugada desta sexta-feira (16), a polícia francesa prendeu 12 pessoas, suspeitas de terem participado dos atentados ocorridos na capital do país na semana passada. Entre os detidos estaria o principal cúmplice do terrorista Amedy Coulibaly, que invadiu um supermercado judeu no último dia 8 e matou quatro reféns, antes de ser morto pela polícia.

Hackers islâmicos invadem 19 mil sites franceses

Corpos de vítimas de ataque a Charlie Hebdo são enterradas nesta quinta-feira

O homem seria o responsável pelo mais importante apoio logístico a Coulibaly. Ele teria conseguido o automóvel usado pelo terrorista antes do atentado. Segundo a imprensa local, o suspeito teria sido identificado, devido a vestígios de material genético encontrado no veículo. Os outros detidos pelos agentes também são suspeitos de terem participado da organização dos atentados que fizeram 17 vítimas em dois dias.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.