AirAsia: em igreja que tinha 41 fiéis no voo, muitos rezam por milagre

Por BBC - Martin Patience, da BBC News em Surabaya, Indonésia | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Apesar de a Indonésia ser um país predominantemente muçulmano, a comunidade cristã na cidade de Surabaya foi duramente atingida pelo acidente aéreo

BBC

A igreja evangélica Mawar Sharon, na Indonésia, fez uma cerimônia especial em homenagem aos mortos no voo da AirAsia
BBC
A igreja evangélica Mawar Sharon, na Indonésia, fez uma cerimônia especial em homenagem aos mortos no voo da AirAsia

A igreja evangélica Mawar Sharon, na Indonésia, fez, como de costume, um grande show para sua cerimônia dominical.

Seis cantores dançavam pelo palco, entoando hinos religiosos. Câmeras posicionadas ao redor da igreja registravam todos os momentos.

Atrás do coral, um telão mostrava close-ups dos cantores. Mas, apesar do ar festivo, trata-se de uma congregação de luto.

Neste domingo (4), 41 de seus integrantes não estavam presentes – eles estavam a bordo do voo QZ8501 da AirAsia, cujos destroços ainda estão sendo resgatados no Mar de Java.

A maioria eram famílias com crianças pequenas, que viajavam a Cingapura para festejar o Ano-Novo. Aparentemente, combinaram de comprar juntos as passagens aéreas na companhia, para baratear os custos.

Uma semana após a tragédia, a igreja pediu preces para eles. "Eu conhecia um dos casais (no acidente), eles tinham dois filhos pequenos", diz Caleb Natanielliem, pastor da igreja. "Estive com eles antes do Natal. Agora não posso mais cumprimentá-los."

Comunidade cristã

A Indonésia é um país predominantemente muçulmano. Mas a comunidade cristã na cidade de Surabaya foi duramente atingida pelo acidente aéreo.

O fato de uma única congregação religiosa ter sofrido uma perda tão grande – um quarto dos passageiros a bordo do QZ8501 era de lá – é incompreensível para muitos ali.

"Fiquei muito chocado quando soube da notícia", diz Paulus Angka Wijaya, frequentador da igreja. "Espero que todos os corpos sejam encontrados em breve, para que as famílias possam lhes dar um funeral. Sempre apoiaremos essas famílias, para que elas se mantenham fortes e saibam que não estão sozinhas."

Pastor Natanielliem diz que muitos ainda esperam por um 'milagre'

A centenas de quilômetros de distância dali, as operações de busca prosseguem no Mar de Java. Mas os esforços continuam a ser prejudicados pelo mau tempo. Devagar, corpos vão sendo resgatados – mais quatro foram encontrados, totalizando 34 até agora.

Bambang Soelistyo, chefe da agência indonésia de resgate, disse que mergulhadores tentaram alcançar um objeto que parece ser parte da fuselagem, mas foram forçados a voltar à superfície por conta das fortes correntes marítimas no local.

De volta à igreja, alguns parentes rezam por um milagre.

"Sinto que muitos deles ainda estão esperando por notícias de sobreviventes. Muitos rejeitam a ideia de perder seus entes queridos", diz o pastor Natanielliem.

A comunidade busca força em sua fé, mas, em uma igreja que enxerga sua congregação como uma família, a perda é enorme.

O sonar de um navio localizou a principal parte da fuselagem do Airbus A320 da AirAsia. Foto: AP PhotoNavio de Cingapura localizou a parte principal da fuselagem do Airbus A320 da AirAsia, que caiu com 162 pessoas no mar de Java. Foto: AP PhotoMergulhadores preparam operação de resgate dos destroços do AirAsia Flight 8501 no Mar de Java (9 de janeiro de 2015). Foto: AP PhotoCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: AP
Buscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo. Foto: AP
Buscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo. Foto: AP
Buscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APParentes e amigos deixam mensagens para os passageiros do voo QZ8501 da AirAsia que caiu no Mar de Java no domingo 28, noite de sábado do Brasil. Foto: AP Photo/Wong Maye-EParente de passageiros do voo QZ8501 da AirAsia recebe atenção médica após saber que corpos foram encontrados no Mar de Java . Foto: Robertus Pudyanto/Getty ImagesParentes de passageiros do voo AirAsia QZ8501 reagem à notícia de que detritos e corpos foram encontrados no Mar de Java nesta terça-feira 30 de dezembro. Foto: Robertus Pudyanto/Getty ImagesCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APObjetos que podem ser do avião da AirAsia foram avistados perto da ilha indonésia de Bornéu. Foto: BBC BrasilAutoridades dizem ter 95% de certeza de que os destroços encontrados são do avião desaparecido. Foto: BBC BrasilBuscas pela aeronave se concentravam em 13 áreas diferentes no mar e em terra.. Foto: BBC BrasilMulher acompanha minuto a minuto notícias sobre o avião desaparecido. Foto:  Getty Images/Robertus Pudyanto Familiares esperando as últimas notícias do voo desaparecido no Aeroporto Internacional de Surabaya. Foto: AP Photo/Thanassis StavrakisFamiliares aguardando por informações. Foto: AP PhotoTécnico inspeciona avião da AirAsia antes de decolagem no Aeroporto Internacional Soekarno Hatta, em Jacarta, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianTony Fernandes, CEO da AirAsia, durante coletiva de imprensa em Surabaya, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501. Foto: APA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501, para atender os parentes dos passageiros. Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares dos passageiros do AirAsia QZ8501 clamam por notícia durante uma reunião com funcionários do centro de crise no aeroporto internacional Djuanda. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesAutoridades responsáveis pelas buscas da aeronave do voo 8501 da AirAsia suspenderam as atividades em razão do mau tempo e do começo da noite na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesSunu Widyatmoko, CEO da AirAsia, fala a imprensa no aeroporto Djuanda Internacional, em Surabaya, na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesParente dos passageiros do voo AirAsia QZ8501 chora enquanto espera notícias do avião desaparecido no aeroporto de Surabaya. Foto: AP Photo/TrisnadiJornalistas tentam entrevistar familiares dos passageiros do voo 8501 da AirAsia no aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Xinhua, Then Chih WeyFamiliares aguardam notícias sobre destino do voo da AirAsia, que desapareceu neste sábado (27). Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares conferem lista com nomes dos tripulantes e passageiros do voo da AirAsia desaparecido. Foto: AP Photo/TrisnadiPassageiros e tripulação somam 162 pessoas no voo da AirAsia. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliar observa toten da AirAsia que informa sobre voo desaparecido. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliares e amigos de passageiros e tripulantes aguardam informações no Aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Wong Maye-EAirAsia nunca havia perdido aeronaves, mas região foi cenário de desastre aéreo em março. Foto: Reuters/BBCPiloto da Air Asia pediu para usar rota pouco usual logo antes de perder contato. Foto: Reuters/BBCDois aviões fazem buscas aos Airbus 320 da AirAsia. Foto: Divulgação


Leia tudo sobre: AirAsiaaviãoIndonésiatragédiavooBBC

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas