Acúmulo de gelo pode ter causado queda de avião da AirAsia

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Agência de Meteorologia da Indonésia especula que tempo pode ter desencadeado acidente

Agência Brasil

A Agência de Meteorologia da Indonésia revelou neste domingo (4) que o tempo foi o fator que desencadeou o acidente do avião da AirAsia, que caiu há uma semana, colocando a possibilidade de o gelo ter provocado danos nos motores.

“Com base nos dados disponíveis sobre a localização do avião quando do último contato, as condições meteorológicas foram o fator que desencadeou o acidente”, indicou a agência no seu portal na internet.

Leia também: Corpos foram encontrados com os cintos afivelados

O Airbus A320-200 da companhia malaia que descolou, em 28 de dezembro, da cidade indonésia de Surabaia, com destino a Singapura, onde deveria ter aterrizado cerca de duas horas depois, caiu no mar de Java, com 162 pessoas a bordo.

“O fenômeno meteorológico mais provável foi a formação de gelo, que pode danificar o motor devido a um processo de arrefecimento. Esta é apenas uma das possibilidades, com base na análise de dados meteorológicos existentes”, disse a agência, cujo relatório inicial sugere que o avião terá atravessado nuvens de tempestade.

O sonar de um navio localizou a principal parte da fuselagem do Airbus A320 da AirAsia. Foto: AP PhotoNavio de Cingapura localizou a parte principal da fuselagem do Airbus A320 da AirAsia, que caiu com 162 pessoas no mar de Java. Foto: AP PhotoMergulhadores preparam operação de resgate dos destroços do AirAsia Flight 8501 no Mar de Java (9 de janeiro de 2015). Foto: AP PhotoCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APCauda do avião da AirAsia é encontrada no Mar de Java (09/01)
. Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: APBuscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo (03/01). Foto: AP
Buscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo. Foto: AP
Buscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo. Foto: AP
Buscas por corpos e caixa-preta do avião da AirAsia são dificultadas pelo tempo. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APAirbus 320-200 da AirAsia foi encontrado no fundo do Mar de Java. Foto: APParentes e amigos deixam mensagens para os passageiros do voo QZ8501 da AirAsia que caiu no Mar de Java no domingo 28, noite de sábado do Brasil. Foto: AP Photo/Wong Maye-EParente de passageiros do voo QZ8501 da AirAsia recebe atenção médica após saber que corpos foram encontrados no Mar de Java . Foto: Robertus Pudyanto/Getty ImagesParentes de passageiros do voo AirAsia QZ8501 reagem à notícia de que detritos e corpos foram encontrados no Mar de Java nesta terça-feira 30 de dezembro. Foto: Robertus Pudyanto/Getty ImagesCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APCorpos e destroços de voo da AirAsia que sumiu são localizados
. Foto: APObjetos que podem ser do avião da AirAsia foram avistados perto da ilha indonésia de Bornéu. Foto: BBC BrasilAutoridades dizem ter 95% de certeza de que os destroços encontrados são do avião desaparecido. Foto: BBC BrasilBuscas pela aeronave se concentravam em 13 áreas diferentes no mar e em terra.. Foto: BBC BrasilMulher acompanha minuto a minuto notícias sobre o avião desaparecido. Foto:  Getty Images/Robertus Pudyanto Familiares esperando as últimas notícias do voo desaparecido no Aeroporto Internacional de Surabaya. Foto: AP Photo/Thanassis StavrakisFamiliares aguardando por informações. Foto: AP PhotoTécnico inspeciona avião da AirAsia antes de decolagem no Aeroporto Internacional Soekarno Hatta, em Jacarta, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianTony Fernandes, CEO da AirAsia, durante coletiva de imprensa em Surabaya, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501. Foto: APA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501, para atender os parentes dos passageiros. Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares dos passageiros do AirAsia QZ8501 clamam por notícia durante uma reunião com funcionários do centro de crise no aeroporto internacional Djuanda. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesAutoridades responsáveis pelas buscas da aeronave do voo 8501 da AirAsia suspenderam as atividades em razão do mau tempo e do começo da noite na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesSunu Widyatmoko, CEO da AirAsia, fala a imprensa no aeroporto Djuanda Internacional, em Surabaya, na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesParente dos passageiros do voo AirAsia QZ8501 chora enquanto espera notícias do avião desaparecido no aeroporto de Surabaya. Foto: AP Photo/TrisnadiJornalistas tentam entrevistar familiares dos passageiros do voo 8501 da AirAsia no aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Xinhua, Then Chih WeyFamiliares aguardam notícias sobre destino do voo da AirAsia, que desapareceu neste sábado (27). Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares conferem lista com nomes dos tripulantes e passageiros do voo da AirAsia desaparecido. Foto: AP Photo/TrisnadiPassageiros e tripulação somam 162 pessoas no voo da AirAsia. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliar observa toten da AirAsia que informa sobre voo desaparecido. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliares e amigos de passageiros e tripulantes aguardam informações no Aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Wong Maye-EAirAsia nunca havia perdido aeronaves, mas região foi cenário de desastre aéreo em março. Foto: Reuters/BBCPiloto da Air Asia pediu para usar rota pouco usual logo antes de perder contato. Foto: Reuters/BBCDois aviões fazem buscas aos Airbus 320 da AirAsia. Foto: Divulgação

Um dia depois do desaparecimento do avião da AirAsia, o diretor da Agência de Meteorologia, Climatologia e Geofísica da Indonésia, Andi Eka Sakya, explicou ter sido detetada a presença de cúmulos-nimbos na zona meridional da Ilha do Bornéu. O cúmulo-nimbo é uma nuvem escura que forma frentes muito altas e provoca violentas tempestades.

Leia mais: Indonésia localiza objetos que podem ser partes da fuselagem do avião 

As operações para resgatar os corpos dos passageiros e as “caixas negras” do avião da AirAsia prosseguem, depois das adversas condições meteorológicas na zona das buscas terem dificultado os trabalhos, em que participam vários países, mas, após uma melhoria do tempo, hoje, os mergulhadores prepararam-se para entrar em ação.

Quatro partes de grande dimensão do Airbus A320-200 foram encontradas ao largo da Ilha de Bornéu na sexta-feira e no sábado, elevando as esperanças de encontrar, em breve, os restantes 132 corpos e as “caixas negras”, peça fundamental para determinar a causa do acidente.

 

 


Leia tudo sobre: airasiaqueda de aviãoindonésia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas