Busca por avião é suspensa; a partir de amanhã, área de procura será ampliada

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Aeronave que seguia da Indonésia para Cingapura com 162 passageiros a bordo está desaparecida desde domingo

A busca pelo avião da AirAsia que desapareceu no domingo com 162 pessoas a bordo em um vôo que seguia a Indonésia para Cingapura terminou pelo segundo dia consecutivo. A partir desta terça (30) a área de procura será ampliada.

As equipes de busca e salvamento devem vasculhar as áreas ao sul da ilha de Bangka e ampliar a área de busca na parte oeste de Bornéu.

"Nossa principal conjectura é que o avião esteja no fundo do mar", afirmou Bambang Sulistyo, chefe da Agência Nacional de Busca e Resgate do país ao Dow Jones Neswire.

A afirmação de Sulistyo se deve ao trajeto da aeronave e sua última posição antes de desaparecer. Aeronaves e navios de quatro países participam das buscas pelo Airbus, com 15 barcos e 30 aviões. Sulistyo afirmou pode ser necessária ajuda adicional para uma eventual busca submarina.

Mulher acompanha minuto a minuto notícias sobre o avião desaparecido. Foto:  Getty Images/Robertus Pudyanto Familiares esperando as últimas notícias do voo desaparecido no Aeroporto Internacional de Surabaya. Foto: AP Photo/Thanassis StavrakisFamiliares aguardando por informações. Foto: AP PhotoTécnico inspeciona avião da AirAsia antes de decolagem no Aeroporto Internacional Soekarno Hatta, em Jacarta, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianTony Fernandes, CEO da AirAsia, durante coletiva de imprensa em Surabaya, na Indonésia. Foto: Getty Images/Oscar SiagianA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501. Foto: APA AirAsia criou um centro de crise no aeroporto de Surabaya, de onde saiu o avião do voo 8501, para atender os parentes dos passageiros. Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares dos passageiros do AirAsia QZ8501 clamam por notícia durante uma reunião com funcionários do centro de crise no aeroporto internacional Djuanda. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesAutoridades responsáveis pelas buscas da aeronave do voo 8501 da AirAsia suspenderam as atividades em razão do mau tempo e do começo da noite na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesSunu Widyatmoko, CEO da AirAsia, fala a imprensa no aeroporto Djuanda Internacional, em Surabaya, na Indonésia. Foto: Oscar Siagian/Getty ImagesParente dos passageiros do voo AirAsia QZ8501 chora enquanto espera notícias do avião desaparecido no aeroporto de Surabaya. Foto: AP Photo/TrisnadiJornalistas tentam entrevistar familiares dos passageiros do voo 8501 da AirAsia no aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Xinhua, Then Chih WeyFamiliares aguardam notícias sobre destino do voo da AirAsia, que desapareceu neste sábado (27). Foto: AP Photo/TrisnadiFamiliares conferem lista com nomes dos tripulantes e passageiros do voo da AirAsia desaparecido. Foto: AP Photo/TrisnadiPassageiros e tripulação somam 162 pessoas no voo da AirAsia. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliar observa toten da AirAsia que informa sobre voo desaparecido. Foto: AP Photo/Wong Maye-EFamiliares e amigos de passageiros e tripulantes aguardam informações no Aeroporto de Cingapura. Foto: AP Photo/Wong Maye-EAirAsia nunca havia perdido aeronaves, mas região foi cenário de desastre aéreo em março. Foto: Reuters/BBCPiloto da Air Asia pediu para usar rota pouco usual logo antes de perder contato. Foto: Reuters/BBCDois aviões fazem buscas aos Airbus 320 da AirAsia. Foto: Divulgação


Nesta segunda (29), o vice-presidente indonésio, Jusuf Kalla, descartou as informações de que uma aeronave de vigilância australiana teria detectado alguns destroços que poderiam ser do voo.

Leia: Manchas de óleo e objetos são vistos durante buscas pelo avião da AirAsia

O voo QZ8501 havia saído de Surabaia, na ilha indonésia de Java, e seguia para Cingapura. A aeronave desapareceu dos radares 40 minutos após a decolagem com 162 pessoas a bordo – 155 passageiros, incluindo 16 crianças e um bebê, e uma tripulação de dois pilotos, quatro comissários de bordo e um mecânico.

"É inacreditável", afirmou o presidente da AirAsia, Tony Fernandes,durante uma coletiva de imprensa. "Nós esperamos que a aeronave seja encontrada rapidamente e que possamos descobrir a causa do que aconteceu."

Depoimento: "Quero meu filho de volta", diz pai do piloto de avião desaparecido

Dezenas de familiares dos passageiros aguardam por notícias no aeroporto de Surabaia.

Aeronaves e navios de quatro países participam das buscas pelo Airbus, com 15 barcos e 30 aviões. Sulistyo afirmou que ajuda adicional pode ser necessária para uma eventual busca submarina.


Leia tudo sobre: airasiaair asiavoo 8501indonésiaavião

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas