Dom Quixote foi escrito na prisão; veja livros famosos de autores enclausurados

Por iG São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

Dom Quixote de la Mancha (Miguel de Cervantes) e Justine (Sade) foram escritos enquanto autores cumpriam pena

Clássicos da literatura internacional foram escritos em tempo de cárcere por autores celébres, como Miguel de Cervantes. Um dos maiores títulos da literatura mundial foi escrito em uma prisão de Sevilha, na Espanha, quando o expoente da espanhol cumpria pena por apropriação de dinheiro público.

O Marquês de Sade também teve algumas de suas obras escritas enquanto estava na prisão da Bastilha, como Justine, escrito em 1791. O autor ficou encarcerado diversas vezes e foi perseguido tanto pela monarquia (Antigo Regime) como pelos revolucionários vitoriosos de 1789 e depois por Napoleão. Ele escreveu Justine em 1791.

Veja lista de livros escritos direto da prisão:

Dom Quixote de la Mancha, um dos maiores clássicos da literatura mundial, foi escrito por Miguel de Cervantes em um prisão de Sevilha, onde o autor cumpria pena por apropriação de recursos públicos. Foto: Reprodução/lounge.obviousmag.orgMemórias do Cárcere é um livro de Graciliano Ramos, publicado postumamente (1953). Foi escrito em 1936 após ser preso por sua atuação política na Intentona Comunista. Foto: ReproduçãoA História me Absolverá, de Fidel Castro, traz o discurso de defesa do célebre líder da Revolução Cubana antes do início do julgamento contra ele em outubro 1953. Foto: Repodução/Radio Rebelde (Cuba)Cadernos do Cárcere foram escritos por Antonio Gramsci no período em que esteve prisioneiro na Itália,entre 1926 e 1937, por ser contrário ao fascismo . Foto: ReproduçãoJustine foi escrito pelo Marquês de Sade, em 1787, no âmbito dos trabalhos prisão da Bastilha. Considerada uma das obras mais influentes do autor francês. Foto: Reprodução/OLXOscar Wilde escreveu De Profundis da prisão de Reading, onde cumpriu prisão sodomia e comportamento indecente, em 1895. Foto: ReproduçãoAdolf Hitler escreveu o primeiro volume de Mein Kampf, livro que narra a ideologia nazista, em 1924 do cárcere em Landsberg, no lugar onde chegou depois de ter uma greve em Munique  . Foto: David Levinthal cortesia Kehrer Verlag


Leia tudo sobre: livrosprisãosadehitleroscar wildecervantes

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas