Israel faz primeiro ataque a Gaza desde cessar-fogo em agosto

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

O ataque ocorreu em retaliação ao disparo de um foguete do território palestino; não há registro de feridos ou mortos

Agência Brasil

O exército israelense lançou neste sábado (20) um ataque ao sul da Faixa de Gaza, o primeiro desde a guerra de julho e agosto, informaram fontes oficiais. O ataque ocorreu em retaliação ao disparo de um foguete do território palestino.

Segundo o Ministério da Saúde de Gaza, o ataque israelense não deixou feridos. Em comunicado, o porta-voz do exército israelense, Peter Lerner, destacou que o ataque visava a destruir construções do Hamas. O movimento islâmico tem demonstrado relutância em deixar o poder em Gaza nas mãos do governo palestino de união, nascido da reconciliação com o Fatah, do presidente Mahmoud Abbas.

Leia mais: EUA e Egito pressionam por cessar-fogo na Faixa de Gaza

Hamas rejeita cessar-fogo unilateral; Israel promete manter ofensiva

Depois do ataque, o dirigente do Hamas, Ismail Haniyeh, antigo primeiro-ministro do movimento islâmico em Gaza, denunciou a investida aérea. Ele classificou o incidente de violação perigosa do acordo de cessar-fogo, assinado em 26 de agosto entre israelenses e palestinos no Cairo, Egito.

O dirigente do Hamas apelou ao Egito para intervir com urgência para que Israel respeite o acordo, que pôs fim a uma guerra de 50 dias que deixou 2,2 mil mortos do lado palestino, a maioria civis, e 73 israelenses, quase todos militares.

Na sexta-feira (19), um disparo de um foguete proveniente de Gaza atingiu um terreno descampado no Sul de Israel, mas sem causar vítimas ou danos materiais, de acordo com a polícia israelense. Esse foi o terceiro disparo vindo do território palestino desde o fim dos combates, em agosto.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas