Homem mata ex-mulher e outros cinco familiares nos EUA

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Bradley William Stone, 35 anos, praticou crimes em três diferentes comunidades próximas à Filadélfia, cidade mais populosa do estado da Pensilvânia; ele ainda não foi preso

Montgomery County District Attorney's Office
Bradley William Stone, 35 anos: dia de fúria

Um homem de 35 anos é o principal suspeito de ter assassinado a ex-mulher e outros cinco familiares em três diferentes comunidades próximas à Filadélfia, cidade mais populosa do estado norte-americano da Pensilvânia. A polícia ainda não conseguiu localizá-lo para prendê-lo.

Por meio de sua página no Facebook, as autoridades do estado anunciaram que estavam na busca de Bradley William Stone, principal suspeito dos assassinatos, que ainda teria ferido seriamente outras pessoas.

A caçada se concentrou especialmente nos arredores de Pennsburg, onde os moradores foram ordenados pela polícia a permanecerem em suas casas. Os assassinatos ocorreram em três comunidades do Condado de Montgomery, na manhã desta segunda. 

Relembre casos de assassinato que nunca foram resolvidos:

JonBenet Ramsey, EUA: eleita rainha da beleza em concurso, a menina tinha 6 anos quando foi encontrada morta a golpes na casa da família, em 1996. Foto: Reprodução/YoutubeJonBenet Ramsey: exame de DNA no local do crime tirou os pais da menina da lista de suspeitos. Criminoso jamais foi capturado. Foto: Reprodução/YoutubeEdison Tsung Chi Hsueh, Brasil: calouro de medicina da USP, 22, morreu afogado em trote em 1999. Caso foi arquivado por 'falta de provas' em 2006. Foto: ReproduçãoElizabeth Short, EUA: aspirante à atriz, Dália Negra, como era conhecida, teve o corpo cortado e jogado em LA, em 1947. Foto: Reprodução/YoutubeEleonor e Edward Wheeler Hall, EUA: casal foi morto dentro de casa e o mistério sobre a autoria do crime dura 92 anos. Foto: Reprodução/New York Daily NewsPatrícia Franco, Brasil: engenheira sumiu em 2008, no Rio. Corpo nunca foi encontrado e carro que ela guiava caiu em canal com marca de tiros. Foto: Reprodução/YoutubeAbby e Andrew Borden, EUA: casal foi morto em sua mansão, em 1982, na Inglaterra. Filha de Andrew, Lizzie, foi inocentada da acusação. Foto: Reprodução/YoutubeOscar Romero, El Salvador: arcebispo foi morto quando celebrava missa em 1980. Relatos apontam atirador de elite como algoz. Foto: Reprodução/YoutubeOlof Palme, Suécia: premiê foi morto a tiros quando saía do cinema com a mulher em 1986. Opositor de regimes como o do apartheid, tinha vários inimigos. Foto: Reprodução/YoutubeCrime da rua Cuba, Brasil: Maria Cecília e Jorge Toufic Bouchabki foram assassinados em casa em 1988. Crime prescreveu em 1999 por falta de provas. Foto: Google Street ViewCrime da rua Cuba, Brasil: Jorginho, filho mais velho do casal assassinado, foi acusado pelo crime. Mas, por falta de provas, foi absolvido em 1992. Foto: Reprodução/YoutubeJack, o Estripador, Inglaterra: o serial killer nunca teve a identidade revelada e deixava cartas após matar suas vítimas em 1888. Foto: Reprodução/YoutubeJack, o Estripador: o assassino matou várias prostitutas na Inglaterra. Foto: Reprodução/YoutubeO Menino na Caixa, EUA: um garoto branco, de 4 a 6 anos, foi encontrado nu, enrolado em cobertor, em caixa perto do metrô da Filadélfia em 1957. Foto: Reprodução/YoutubeO garoto da caixa, EUA: havia hematomas por todo o corpo da criança, inclusive na cabeça. Nunca se soube o nome do garoto. Foto: Reprodução/YoutubeZodíaco, EUA: o serial killer assassinou várias mulheres na Califórnia de 1968 a 69. Apesar de haver suspeitos, ninguém foi condenado. Foto: Reprodução/Youtube

A mídia local afirma que Stone é um militar veterano, conhecido por caminhar com auxílio de uma bengala. "Ele está armado e é perigoso", disseram as autoridades. 

Leia também:
Sequestro em café de Sydney acaba com três mortos e quatro feridos
Advogado descarta terrorismo no ataque a cafeteria da Austrália
Polícia invade café onde suposto homem manteve reféns na Austrália

Ainda segundo elas, a primeira morte ocorreu por volta das 4h, quando a polícia encontrou uma mulher morta a tiros em Lower Salford. Uma hora depois, uma nova testemunha telefonou às autoridades para apontar mais três mortes, em Landsale. Mais duas pessoas foram logo encontradas também mortas perto dali, em Souderton. 

* Com agências de notícias

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas