No Brasil, FAB suspendeu contratos que mantinha com a empresa Dallas Airmotive por suspeita de propina

Agência Brasil

O ministro de Defesa do Peru, Pedro Cateriano, determinou hoje (13) que a Força Aérea elabore no mais breve prazo um relatório sobre um suposto suborno a oficiais dessa entidade pago por uma empresa dos Estados Unidos entre 2008 e 2011.

Veja quais são os superaviões que vão dominar os ares:

Cateriano, segundo um informe oficial, deu a ordem ante a informação a respeito difundida pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

"Em forma paralela, o ministro Cateriano solicitará à Procuradoria Anticorrupção tomar as ações apropriadas nestes casos, a fim de que se determinem as responsabilidades, se existirem", acrescenta uma nota da pasta de Defesa.

Leia também:
FAB abre inquérito e suspende contratos após denúncia de propina

Segundo Cateriano, os que ocuparam o cargo de titular de Defesa entre 2008 e 2011 deverão esclarecer a grave denúncia. O período corresponde ao governo neoliberal de Alan García, que é objeto de diversas acusações de corrupção.

Logotipo da Dallas Airmotive: empresa de manutenção de aviões multada pelos EUA
Reprodução
Logotipo da Dallas Airmotive: empresa de manutenção de aviões multada pelos EUA

O Departamento de Justiça norte-americano informou ter multado a empresa Dallas Airmotive Inc., de manutenção de aviões, em 14 milhões de dólares por ter reconhecido que sobornou oficiais das forças aéreas do Peru e Brasil nessa época.

No Brasil, a Força Aérea Brasileira (FAB) suspendeu os contratos que mantinha com a empresa norte-americana. Um inquérito policial militar foi instaurado para apurar o envolvimento dos oficiais que, de acordo com o órgão, ainda não foram identificados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.