Alvo era chefe da polícia, que escapou; um morreu e outros seis ficaram feridos durante a explosão que ocorreu em Cabul

BBC

Câmeras de segurança instaladas na sede da polícia de Cabul, no Afeganistão, capturaram o momento em que um homem-bomba invadiu o prédio para matar o chefe da polícia.

Assista clicando no link abaixo:

Câmera capta ataque de homem-bomba em Cabul


Zahir Zahir não estava no local no momento, mas um de seus auxiliares morreu e seis pessoas ficaram feridos no atentado
Reprodução/BBC
Zahir Zahir não estava no local no momento, mas um de seus auxiliares morreu e seis pessoas ficaram feridos no atentado

Novembro: Chefe da polícia de Cabul se demite depois de ataque a estrangeiros

Zahir Zahir não estava no local no momento, mas um de seus auxiliares morreu e seis pessoas ficaram feridos no atentado.

O vídeo faz parte de um esforço da BBC para contabilizar as mortes causadas por jihadistas em todo o mundo durante o mês de novembro.

"Quando saio de casa, digo adeus à minha família e assumo que não vou voltar para a casa naquela noite", diz Zahir.

Violência: Taleban ataca complexo humanitário em Cabul e invade base no sul

"Mesmo agora, aqui com você, acho que algo vai sair desta câmera para me matar ou alguém vai entrar pelo corredor para me explodir."

"Estou preparado para isso todo minuto. Sirvo meu povo e meu país. Não ligo para a minha vida."

Zahir deixou o cargo de chefe da polícia no final de novembro e agora coordena o departamento de contra-inteligência.

Sorte

No dia do atentado, ele estava apresentando um seminário para um delegação estrangeira. "Mas todos os dias eu estou lá àquela hora, assinando documentos. Quando o homem-bomba chegou, ele perguntou por mim."

O chefe da polícia se atrasou para sair do seminário e estava prestes a entrar no escritório quando o ataque ocorreu.

Para ele, o Talebã teve ajuda de alguém dentro da corporação para organizar o ataque. Ele afirma que um dos infiltrados do grupo levou o homem-bomba para dentro da sede da polícia em uma viatura, que passou por todos os pontos de verificação e não foi revistado. Depois, ele foi deixado nas escadas.

Os guardas na última barreira, na entrada do prédio, aparentemente revistaram o homem-bomba, mas não conseguiram encontrar os poderosos explosivos escondidos em sua roupa íntima.

Mas, mesmo após este grande lapso de segurança, não foram instalados máquinas de raio-x, detectores de metal e outros equipamentos de segurança no prédio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.