Governo do Peru diz que a ONG causou prejuízos ao patrimônio cultural da humanidade

O Greenpeace pode ser processado pelo governo do Peru depois de estender uma faixa gigante sobre um dos patrimônios culturais da humanidade mais singulares do mundo: as Faixas de Nazca. Os ativistas poderão ser impedidos de deixar o país.

Segundo o governo peruano, arqueólogos fizeram uma perícia e constataram danos ao patrimônio milenar. O protesto foi feito pela ONG na madrugada da última segunda-feira (8).

No mesmo dia, o Ministério da Cultura tinha se manifestado com "indignação" pela entrada sem permissão de integrantes da ONG no local para colocar a faixa com uma mensagem sobre as mudanças climáticas. As Linhas de Nazca datam de 200 a.C.

Manifestantes do Greenpeace pode ser processado pelo governo do Peru depois de fazer um protesto nas Linhas de Nazca, na madrugada de segunda-feira
Reuters/Greenpeace
Manifestantes do Greenpeace pode ser processado pelo governo do Peru depois de fazer um protesto nas Linhas de Nazca, na madrugada de segunda-feira


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.