Irã, Iraque e Síria vão continuar cooperação contra Estado Islâmico

Reuters

Os ministros das Relações Exteriores do Irã, Síria e Iraque se reuniram em Teerã nesta terça-feira (9), dizendo que vão continuar a trabalhar em conjunto para combater os militantes muçulmanos sunitas radicais, afirmaram as mídias estatais síria e iraniana.

O Irã tem apoiado o presidente sírio, Bashar al-Assad, durante três anos de guerra civil na Síria e também reconheceu ter enviado conselheiros militares ao Iraque para ajudar o Exército iraquiano em sua luta contra os combatentes do Estado Islâmico.

No entanto, essa cooperação não faz parte de uma coalizão liderada pelos Estados Unidos que realiza ataques aéreos contra os militantes radicais que controlam partes dos territórios da Síria e do Iraque e lançava dúvidas sobre as razões de Washington de conduzir os ataques.

Os chanceleres do Iraque e da Síria participaram de uma conferência em Teerã sobre violência e extremismo, informou a imprensa local, aproveitando a ocasião para realizar uma reunião rara com o colega iraniano, Mohammad Javad Zarif.

"No fim da reunião... foi confirmado que a comunicação e coordenação continuaria, especialmente na luta contra Da'esh e Nusra e outras organizações terroristas", disse a TV estatal síria, referindo-se diretamente ao Estado Islâmico e ao braço da Al Qaeda na Síria.

"O Irã sempre apoiou os povos sírio e iraquiano desde o início na luta contra esta ameaça. O nosso apoio sempre vai continuar", teria dito Zarif.

    Leia tudo sobre: Estado Islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.