Obama anuncia novo secretário de Defesa

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Confirmação do nome de Ash Carter ainda depende da aprovação do Senado dos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciu no início da tarde desta sexta-feira (5) a escolha do ex-funcionário do Pentágono Ash Carter para ser o novo secretário de Defesa.

Se for confirmado pelo Senado, Carter vai substituir o ex-senador republicano Chuck Hagel, que renunciou ao cargo.

O anúncio foi feito por Obama às 13h (horário de Brasília) na Casa Branca. Carter foi subsecretário de Defesa de 2011 a 2013.

Ash Carter ocupará a vaga de Chuck Hagel, que renunciou na semana passada, mas informou que ficaria no cargo até que seu sucessor fosse confirmado pelo Senado.

Carter já foi subsecretário de Defesa sob as ordens do ex-secretário Leon Panetta e do próprio Hagel. Se assumir o cargo, levará consigo a experiência de administrar diversas crises no Oriente Médio.

Carter assumirá o posto num momento em que as Forças Armadas dos EUA combatem o Estado Islâmico no Iraque e na Síria, ajudam a enfrentar o Ebola na África Ocidental, reduzem sua presença no Afeganistão e continuam a lidar com cortes em seus gastos promovidos pelo Congresso.

Com o novo secretário, Obama terá um especialista na área que trabalhou para 11 secretários de Defesa. Carter, de 60 anos, declarou-se preparado para dar a Obama conselhos francos e estratégicos caso seja confirmado pelo Senado, o que deve acontecer rapidamente.

"Ele conhece o Departamento de Defesa por dentro e por fora, o que significa que já no primeiro dia ele já estará trabalhando", disse Obama.

Obama elogiou Carter por sua "verdadeira consideração, amor pelos homens e mulheres de uniforme e por suas famílias" e creditou a Carter o fornecimento de coletes e veículos blindados para as tropas que lidam com bombas plantadas em estradas no Iraque e no Afeganistão.

Hagel expressou frustração com a estratégia do governo no Iraque e na Síria e por sua falta de influência sobre essas decisões. Autoridades disseram que nem sempre Hagel falava em reuniões e parecia estar por fora quando se tratava do Oriente Médio.

* com informações da Reuters
Leia tudo sobre: ObamaEstados UnidosSecretário da DefesaDefesa

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas