Coreia do Norte ordena xarás do "líder supremo" a mudarem de nome

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Não existem dados sobre quantas pessoas se chamam Kim Jong Un no país, mas nome e sobrenome são comuns por ali

Reuters

A excentricidade do "líder supremo" da Coreia do Norte parece não ter fim. O governo do país ordenou a pessoas que sejam xarás do "líder supremo" do país, Kim Jong Un, a mudarem de nome, disse a emissora estatal de TV sul-coreana KBS, nesta quarta-feira (3).

AP
O líder norte-coreano: excêntrico como o pai, segue comandando país com mão de ferro

O governo norte-coreano já havia imposto punições similares ao uso dos nomes dos dois ex-líderes do país, o pai de Un, Kim Jong Il, e o avô, Kim Il Sung, como parte de campanhas para criar um culto em torno dos governantes.

O nome Kim Jong Un está proibido para recém-nascidos e as pessoas que já o possuem deverão trocá-lo em suas certidões de nascimento e certificados de residência, disse a KBS, citando uma determinação oficial norte-coreana.

Leia também:
Líder da Coreia do Norte reaparece em público usando bengala
'Princesa' chega mais perto do poder na Coreia do Norte
Coreia do Norte dispara 18 mísseis de curto alcance, diz Coreia do Sul

Kim Jong Il, pai do atual líder, emitiu a ordem em 2011, quando seu filho era seu herdeiro aparente. O Kim pai morreu em dezembro daquele ano, quando o filho assumiu o poder.

O Ministério da Unificação da Coreia do Sul, responsável pelos laços com o Norte, não confirmou de imediato o conteúdo da reportagem, mas disse que ela parecia verdadeira. "A proibição é altamente possível, uma vez que a Coreia do Norte já aplicou essa política outras vezes", comentou um funcionário.

Não se sabe quantas pessoas na Coreia do Norte se chamam Kim Jong Un, mas Kim é um sobrenome muito comum no comum, enquanto Jong Un são nomes próprios também bastante disseminados.

Leia tudo sobre: coreia do norteKim Jong Unxará

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas