Atentado suicida atinge casa de embaixador do Irã no Iêmen e mata três

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

O Ministério do Interior confirmou uma morte - a do filho do guarda-costas do embaixador - e disse que 17 ficaram feridos

Reuters

Um suicida dirigiu um carro cheio de explosivos para a residência do embaixador do Irã na capital do Iêmen, Sanaa, nesta quarta-feira (3), disseram autoridades locais, matando ao menos três.

Outubro: Atentados suicidas provocam cerca de 70 mortes no Iêmen

Reuters
Equipes de resgate procuram por sobreviventes na residência danificada do embaixador iraniano depois de um ataque com carro-bomba em Sanaa

Maio: Ataque ao palácio presidencial do Iêmen mata cinco militares

O ataque, segundo tipo na cidade em dois meses, fez um grande buraco no prédio e lançou detritos por toda a rua do bastante protegido quarteirão diplomático da cidade, disse uma testemunha da Reuters.

Um paramédico disse que os corpos de três pessoas e três feridos foram removidos da área. Um soldado no local, que deu seu nome como Abdullah Mahmoud, disse que guardas iemenitas e iranianos foram mortos no ataque.

O Ministério do Interior confirmou uma morte - a do filho do guarda-costas do embaixador - e disse que 17 ficaram feridos, a maioria empregados do Ministério do Petróleo, que fica em um prédio próximo.

Autoridades de segurança disseram que o embaixador não ficou ferido, já que havia ido para a embaixada 10 minutos antes do ataque.

Ninguém assumiu a autoria do ataque imediatamente, mas atentados similares anteriores foram realizados pelo grupo al Qaeda na Península Arábica, que tem como alvo instituições públicas, incluindo o Exército, e vê muçulmanos xiitas como hereges.

Leia tudo sobre: iemeniraataquemahmoud

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas