Tia de líder norte-coreano morre de AVC após marido ser executado pelo regime

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Kim Kyung sofreu crise fatal enquanto estava ao telefone com o sobrinho Kim Jong Un discutindo sobre execução do marido

A tia do líder da Coreia do Norte Kim Jong Un sofreu um AVC, acidente vascular cerebral, fatal enquanto estava ao telefone com ele, discutindo sobre a execução de seu marido, de acordo com um desertor da nação. As informações são da CNN.

Dia 6: Líder da Coreia do Norte aparece na TV sem bengala, mas ainda mancando

Reprodução/Youtube
Imagens do julgamento do norte-coreano Jang Song Thaek. Ele foi executado

Outubro: Líder da Coreia do Norte reaparece em público usando bengala

Kim Kyung Hee era irmã de Kim Jong Il, líder norte-coreano que morreu três anos atrás e deixou seu filho no poder. O marido dela, Jang Song Thaek,foi executado em dezembro, chocando inúmeros observadores ao redor do mundo. Jang, tio do líder, foi considerado fundamental para sua ascensão ao poder.

Antes de sua execução, ele era descrito como a segunda figura mais poderosa da Coreia do Norte. Mas o jovem líder virou as costas para Jang de forma espetacular no ano passado, ao executa-lo sob a acusação de que ele tentou derrubar o governo.

"No fervilhante período de esforço para a construção de um país próspero, tomamos a decisão de remover militantes", disse o líder norte-coreano em um discurso de Ano Novo logo após a execução.

Dias após a execução, a mulher de Jang sofreu seu terceiro ataque, de acordo com Kang Myung-do, um desertor que era genro do ex-primeiro-ministro da Coreia do Norte, Kang Sun San.

Ela estava ao telefone com o líder norte-coreano quando ela sofreu o ataque, disse Kang. Ela foi hospitalizada e depois, morreu. A morte não foi anunciada porque ela morreu dias após o marido e o governo não queria que o povo relacionasse a morte da mulher com a do homem, de acordo com o desertor.

A mídia coreana reportou que ela havia cometido suicídio cinco dias após a execução do marido.

Leia tudo sobre: coreia do nortethaeksankim jong un

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas