Ex-aluno abre fogo em universidade nos EUA e deixa três estudantes feridos

Por AP | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Identificado como Myron May, atirador foi morto por policiais pouco depois de atentar contra a vida dos alunos, nesta quinta

AP

Um advogado e ex-aluno da Universidade Estadual da Flórida, nos EUA, baleou três pessoas dentro da biblioteca da instituição de ensino, na madrugada desta quinta-feira (20). Segundo um oficial da polícia, agentes de segurança mataram o atirador após os disparos.

AP
Policiais cercam área onde atirador deixou três alunos feridos, na madrugada desta quinta-feira

O atirador foi identificado como Myron May, graduado no local antes de iniciar seus estudos na Universidade de Direito Texas Tech. Somente ele havia morrido até o fechamento desta reportagem, mas dois dos baleados ainda se encontravam hospitalizados, sendo um em estado grave – o terceiro já teve alta.

O tiroteio ocorreu por volta da 0h30, quando o barulho de uma dúzia de tiros foi ouvido por centenas de estudantes que estavam concentrados na biblioteca visando as provas de fim de ano. Os alunos buscaram proteção atrás das estantes de livros enquanto testemunhavam o desespero dos colegas atingidos.

A página no Facebook de May é marcada principalmente por posts de versos bíblicos e por links para sites de teorias da conspiração sobre o governo lendo a mente dos cidadãos.

Facebook/Reprodução
O advogado Myron May: morto após praticar atentado em livraria da instituição de ensino

De acordo com um boletim de ocorrência da polícia de Las Cruces, no estado do Novo México, o atirador foi recentemente acusado de assediar uma ex-namorada. O documento também afirma que ele estava sendo medicado e desempregado. May, no entanto, não foi formalmente acusado pelas autoridades.

"Meu coração está despedaçado", disse Abigail Taunton, que viveu por alguns anos com a avó do atirador, a quem conhecia havia quase 15 anos. "Nem em um milhão de anos eu imaginaria que acontecesse algo assim."

May foi morto pela polícia bem na saída da livraria, no momento em que atirou nos agentes após ser alertado para largar sua arma, segundo o porta voz da Polícia de Tallahassee, Dave Northway.

Leia tudo sobre: atentadotiroteiouniversidade da flóridamyron may

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas