Palhaços assustadores geram pânico pelas ruas da França

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo de 14 adolescentes vestidos como palhaços foi detido em Agde, no sul do país, com pistolas, facas e tacos de beisebol

BBC

As autoridades francesas realizaram uma série de prisões nos últimos dias em uma tentativa de coibir grupos de jovens com armas que se vestem como palhaços, deixando pessoas em pânico em diversas cidades do país.

Dia 16: Palhaços assustadores aterrorizam ruas da Califórnia

Thinkstock
Imagens e relatos sobre palhaços assustadores se tornaram um fenômeno nas redes sociais

No último sábado, um grupo de 14 adolescentes vestidos como palhaços foi detido na cidade de Agde, no sul do país, portando pistolas, facas e tacos de beisebol, segundo o jornal Le Figaro.

O grupo teria sido preso no estacionamento de uma escola após ser denunciado por moradores assustados. Os suspeitos, no entanto, teriam sido liberados no domingo pela manhã.

Na segunda-feira, de acordo com o jornal Le Parisien, outro fantasiado, um jovem de 18 anos, foi condenado a quatro meses de prisão em Montpellier, também no sul do país, após ter agredido com uma barra de ferro um homem que voltava para sua casa na madrugada de sábado para domingo.

A polícia afirma que o jovem condenado estava acompanhado de mais duas pessoas, que não estavam vestidas como palhaços, e que agressão fez parte de uma tentativa de assalto.

No norte da França, na cidade de Bethune, um homem de 19 anos também foi condenado após se vestir de palhaço para ameaçar pedestres.

Caça aos palhaços

A polícia vem tentando conter o pânico da população e filtrar denúncias verdadeiras e falsas sobre a aparição de palhaços, enquanto também tenta impedir a ação de outros grupos que vêm se organizando pela internet para tentar "caçar" os jovens fantasiados.

Em um comunicado divulgado no último domingo, a Polícia Nacional da França afirmou que tem recebido inúmeras denúncias de grupos vestidos como palhaços e aterrorizando pessoas.

Muitas destas denúncias, no entanto, teriam sido feitas por crianças ou não se mostraram reais.

A polícia, no entanto, reconhece que disseminação de rumores pode estimular pessoas a cometerem agressões reais, como a registrada em Montpellier. Com a onda de pânico, as autoridades também mostram-se preocupadas com grupos formados por meio de redes sociais com o objetivo de combater os palhaços.

Na região de Bordeaux, no sudoeste da França, quatro adolescentes teriam sido detidos após se organizarem para caçar os jovens fantasiados.

A polícia esclareceu que tanto palhaços como caçadores de palhaços que estejam portando armas ou que ameacem pessoas e incitem a violência podem ser enquadrados em crimes. Além disso, as autoridades pediram que as pessoas sejam responsáveis e evitem compartilhar informações sobre o fenômeno em redes sociais.

A divulgação de fotos e relatos sobre palhaços de aparência assustadora tornou-se um fenômeno internacional. No início deste mês, diversos relatos do tipo foram divulgados nos Estados americanos da Califórnia, Flórida e Novo México.

Inúmeros vídeos de pegadinhas assustadoras envolvendo palhaços também foram postados no YouTube. Um deles que mostra uma encenação de um ataque por parte de um palhaço foi visto mais de 29 milhões de vezes.

Leia tudo sobre: palhacos francafrancanovo mexicocaliforniaeuapalhacospolicia nacional

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas