Líder da oposição na Venezuela se recusa a comparecer a audiência em protesto

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ato visa a pressionar governo venezuelano a responder pedido das Nações Unidas pela libertação dos manifestantes no país

O líder da oposição que está preso na Venezuela, Leopoldo López, se recusa a comparecer ao tribunal na tentativa de pressionar o governo de Caracas a responder ao pedido das Nações Unidas pela liberdade dos ativistas.

Dia 24: Venezuela reforça medidas para combater contrabando de alimentos

AP
O líder da oposição, Leopoldo López, ladeado pela Guarda Nacional Bolivariana após ter se rendido em Caracas, Venezuela (18/02)


Pesquisa: Aprovação de Maduro na Venezuela cai e chega a 30%

López foi preso em fevereiro por seu papel nas manifestações de rua que sacudiram o país. Ele é acusado de incitar a violência.

Ele deveria ter comparecido a um tribunal de Caracas na terça-feira (28), mas se recusou a deixar a prisão militar onde vem sendo mantido desde o início do ano, citando a recusa do tribunal em responder às exigências da ONU por sua liberdade.

O Grupo de Trabalho da ONU sobre Detenções Arbitrárias apelou para a Venezuela libertar imediatamente López e outros opositores do governo que estão sendo mantidos presos após os protestos. Na semana passada, um alto funcionário de direitos humanos da ONU repetiu a demanda.

Dia 16: Venezuela celebra ingresso temporário no Conselho de Segurança da ONU

O Ministro das Relações Exteriores da Venezuela rejeitou as afirmações da ONU, chamando a detenção de legal e apropriada, e acusou o organismo internacional de se intrometer nos assuntos internos do país.

*Com AP

Leia tudo sobre: protestos na venezuelavenezuelaonueuacaracaslopez

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas