Milhares ficam sem energia elétrica nas Bermudas após passagem de furacão

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Quase 30 mil consumidores ficaram sem energia e muitas das principais estradas acabaram intransitáveis neste sábado (18)

Reuters

A energia elétrica ficou fora de serviço para quase 30 mil consumidores nas Bermudas e muitas estradas ficaram intransitáveis neste sábado (18), após o furacão Gonzalo atingir a ilha com chuva e fortes ventos durante a noite, mas sem relatos de maior gravidade de danos ou mortes.

2009: Furacão Bill se dirige para ilhas Bermuda

Reuters
Grupo vai à costa sul sentir os ventos do Furacão Gonzalo em Astwood Park, Bermudas (17/10)


México: Furacão Odile atinge a costa e causa destruição em área turística

A mais forte tempestade a varrer o território subtropical britânico em uma década chegou às Bermudas com ventos máximos sustentados de cerca de 175 quilômetros por hora ao chegar à terra firme na sexta-feira, disseram metereologistas, com ventos do furacão chegando a 95 quilômetros a partir do centro.

No sábado de manhã, Gonzalo estava a cerca de 435 quilômetros norte-nordeste da ilha do Atlântico, com ventos sustentados de 160 quilômetros por hora, disse o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos em Miami.

"O olho do furacão foi direto neles", disse Chris Landsea, meteorologista do Centro Nacional de Furacões. "Foi um golpe direto."

O estrago causado pela tempestade ainda estava sendo avaliado, mas pareceu generalizado nas Bermudas, destinação turística e afluente centro da indústria de seguros a cerca de 1.030 quilômetros da costa da Carolina do Norte.

Alguns prédios foram atingidos pelos fortes ventos, e estradas ou partes de estradas na ilha foram bloqueadas pelas árvores e detritos caídos, disse o porta-voz da polícia de Bermudas Robin Simmons.

"Estamos muito gratos de que não houve nenhuma perda de vida que estejamos cientes", disse ele.

A maior parte da ilha ficou sem energia na manhã deste sábado, disse uma porta-voz da Bermuda Electric Light Co. À medida que a companhia trabalhava para restaurar a eletricidade para um estimado número de consumidores de 28.850 das 36 mil conexões medidas, ela alertou às pessoas que não se aproximem dos fios ao inspecionar os danos.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas