Sobe para 39 número de mortos após nevasca em trilha do Nepal

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipes de resgate tiraram mais de 370 vítimas de Annapurna; dezenas ainda estão perdidos no local onde ocorreu incidente

Reuters

O número de mortos na nevasca que encobriu mochileiros em uma rota popular de escalada no Nepal aumentou em nove neste sábado (18), para 39, enquanto um helicóptero avistava mais corpos presos no terreno coberto de neve do Himalaia.

Hoje: 'Vi um menino com o rosto congelado', diz sobrevivente da avalanche no Nepal

Reuters
Corpo de vítima é movido de ambulância para necrotério após ter sido trazido da região de Annapurna, Nepal (17/10)


Ontem: Rota popular de escalada no Nepal vira trilha de corpos após avalanche

Mais sessenta pessoas foram resgatadas da trilha Annapurna, uma rota de três semanas popular entre turistas aventureiros que dá a volta na décima maior montanha do mundo, totalizando 371 pessoas salvas. Dezenas ainda estão desaparecidas.

"Nós avistamos nove corpos hoje", disse Govinda Pathak, chefe de polícia no distrito de Mustang. "Nós não pudemos recuperá-los por conta das más condições do clima e a neve. Eu posso confirmar que o número é de 39 agora."

Doze helicópteros foram colocados em ação neste sábado para por equipes de resgate em pontos de outra maneira inacessíveis, e os soldados se espalharam em direções diferentes ao longo da rota de 240 quilômetros.

Quinta: Número de desaparecidos após nevasca no Nepal pode chegar a 85

Foi o esforço mais intenso até agora para encontrar sobreviventes de um dos piores desastres com montanhas do país, que ocorreu em uma época do ano quando o clima é geralmente calmo e claro.

Vítimas estrangeiras incluíam alpinistas do Canadá, Índia, Israel e Polônia que foram surpreendidos na quarta-feira após um ciclone que atingiu a costa leste da Índia na semana passada, antes de seguir para o norte.

Thorong La, a maior passagem ao longo da trilha Annapurna, está a uma altitude de 5.416 metros, mas a rota não exige experiência de montanhismo. Testemunhas disseram que muitas vítimas pereceram tentando descer em condições de extremo frio.

O incidente desta semana foi o segundo maior desastre no Nepal após uma avalanche ter matado 16 guias no Monte Everest, maior pico do mundo, em abril.

Leia tudo sobre: MUNDOavalanchenepalmonte everesteannapurna

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas