Putin e Poroshenko foram recebidos pelo chefe do Governo italiano paralelamente ao Encontro de Cúpula Europa-Ásia

Agência Brasil

O encontro entre os presidentes Vladimir Putin, da Rússia, e Petro Poroshenko, da Ucrânia, em Milão, na Itália, começou agora de amanhã, em busca de aliviar a tensão no Leste da Ucrânia.

Ex-líder soviético, Mikhail Gorbachev alerta para nova Guerra Fria

Soldados ucranianos são cercados por separatistas no leste da Ucrânia

Os dois líderes foram recebidos pelo chefe do Governo italiano, Matteo Renzi, paralelamente ao Encontro de Cúpula Europa-Ásia, que começou nessa quinta-feira (16) em Milão.

Encontro entre Putin e Poroshenko sobre conflito na Ucrânia
AP
Encontro entre Putin e Poroshenko sobre conflito na Ucrânia

A chanceler alemã, Angela Merkel, o presidente francês, François Hollande, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, e os dirigentes da União Europeia, Herman Van Rompuy e Durão Barroso, também participam da cúpula, que visa a alcançar uma solução pacífica para o conflito.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse, na madrugada de hoje, que persistem sérias divergências entre Putin e a chanceler alemã, Angela Merkel, sobre a crise ucraniana.

“Ainda há sérias divergências relativas ao conflito interno na Ucrânia, bem como às causas do que está ocorrendo atualmente”, disse o porta-voz, após conversações entre os dois líderes.

O presidente russo encontrou-se com a chanceler alemã na noite dessa quinta-feira, em Milão, durante a Cúpula Europa-Ásia.

“Durante o encontro, que durou duas horas e meia, Putin e Merkel analisaram a aplicação dos acordos assinados em Minsk”, em 5 de setembro, que permitiram um cessar-fogo – violado com regularidade – no Leste da Ucrânia entre separatistas pró-russos e forças leais a Kiev, informou Peskov.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.