Forças curdas pedem que EUA aumentem ataques aéreos contra o Estado Islâmico

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

A coalizão liderada pelos Estados Unidos intensificou os ataques aéreos no Estado Islâmico e em torno de Kobani

Reuters

As forças curdas que defendem Kobani pediram à coalizão liderada pelos Estados Unidos que aumentem ataques aéreos contra combatentes do Estado Islâmico, que reforçaram seu controle sobre a cidade síria na fronteira com a Turquia, neste sábado.

Leia mais: EUA fazem novos ataques aéreos contra Estado Islâmico na Síria e Iraque

A coalizão liderada pelos Estados Unidos intensificou os ataques aéreos no Estado Islâmico e em torno de Kobani, também conhecido como Ayn al-Arab, há cerca de quatro dias.

O principal grupo armado curdo, o YPG, disse em um comunicado que os ataques aéreos tinham infligido pesadas perdas ao Estado Islâmico, mas haviam sido menos eficazes nos últimos dois dias.

Reuters
Manifestantes curdos na turquia em protesto contra o Estado Islâmico



Leia tudo sobre: MUNDOCURDOSTURQUIAESTADOISLAMICO

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas