Rebeldes teriam avançado ainda mais no território da cidade de Kobani, localizada na fronteira do país com a Turquia

Reuters

Combatentes do Estado islâmico avançaram ainda mais fundo em Kobani, situada na fronteira com a Turquia, nesta sexta-feira (10). De acordo com Rami Abdulrahman, do Observatório Sírio para Direitos Humanos, a investida ocorreu após o grupo rebelde assumir todo o controle de uma área onde está situada a administração curda, ocupando ao menos 40% da cidade síria.

Veja fotos da guerra contra o Estado Islâmico no Oriente Médio:

Os militantes do Estado islâmico controlam agora quase totalmente o "quarteirão da área de segurança", sede dos edifícios da administração do governo local, disse Abdulrahman.

Leia mais:
Adesão de garotas ocidentais à causa do Estado Islâmico preocupa a Europa
Estado Islâmico avança na Síria e protestos explodem na Turquia, com 21 mortes

Apesar da afirmação, um oficial militar curdo que está em Kobani, cidade também conhecida como Ayn al-Arab, disse que há confrontos entre militantes do Estado Islâmico e combatentes curdos ao lado de um edifício utilizado pelas forças de segurança curdas, mas negou qualquer avanço importante dos extremistas islâmicos.

Leia também:
Estado Islâmico avança na Síria e protestos explodem na Turquia, com 21 mortes
Padre e outros 20 cristãos são sequestrados na Síria, segundo agência católica
Jovem de 19 anos é preso nos EUA por tentar se juntar ao Estado Islâmico

Ainda de acordo com o oficial Ocalan Iso, vice-chefe das forças curdas, o Estado Islâmico ainda está bombardeando o centro da cidade com projéteis de morteiros, "o que demonstra que seus combatentes ainda não estenderam seu controle sobre mais de 20% cidade".

"Há confrontos ferozes e eles estão bombardeando o centro das Kobani de longe", disse ele por telefone.

    Leia tudo sobre: estado islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.