Australiana é encontrada com 16 kg a menos após 17 dias perdida em mata

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Shannon Leah Fraser desapareceu enquanto passeava com o companheiro e um amigo; a polícia considerou até homicídio

BBC

Uma australiana foi encontrada com vida após 17 dias perdida no mato sem comida ou suprimentos.

Janeiro: Polícia australiana mata crocodilos em busca por menino desaparecido

Polícia de Queensland
Desaparecimento gerou operação de busca por terra, água e ar


Vídeo: Homem escapa de crocodilo de 4 metros na Austrália

Shannon Leah Fraser, de 30 anos, desapareceu durante um passeio a uma piscina natural no Estado de Queensland, no nordeste da Austrália, no dia 21 de setembro. Ela tinha ido ao local com o seu companheiro e um amigo.

A mulher conseguiu encontrar o caminho de volta na quarta-feira de manhã, disse a polícia australiana, e agora está recebendo tratamento hospitalar para queimaduras e feridas infectadas. Shannon perdeu 16 kg durante o incidente – ela pesava 90 kg quando desapareceu.

O desaparecimento de Fraser, mãe de três filhos, havia posto em marcha uma grande operação de busca na Austrália, que incluiu buscas por terra, em riachos e cachoeiras, e aéreas.

Polícia de Queensland
Desaparecimento gerou operação de busca por terra, água e ar

Os investigadores consideraram a possibilidade de assassinato e mergulhadores procuraram pelo corpo da mulher desaparecida nas águas do chamado Golden Hole. Nem mesmo a hipótese de ela ter sido atacada por crocodilos - comuns na área - foi afastada.

Segundo o Courier Mail, a mulher reencontrou o caminho de volta seguindo sinais coloridos deixados na mata pelas equipes de resgate.

A australiana foi encontrada a apenas 30 minutos do local onde desapareceu, afirmou a polícia. A TV pública australiana disse que um fazendeiro viu a mulher sair da mata e imediatamente a conduziu para um hospital local.

Parentes da mulher contaram à imprensa australiana que ela sobreviveu tomando água de um riacho e se alimentando de pequenos peixes e insetos. 

Em determinada ocasião, ela permaneceu três dias às margens do riacho para se recuperar de queimaduras e arranhões. A polícia continua investigando as circunstâncias do seu desaparecimento.

Leia tudo sobre: shannonaustraliaqueensland

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas