Terremoto de magnitude 6,0 atinge província chinesa de Yunnan e deixa um morto

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ao menos 20 ficaram feridos por caus do tremor, mas número de vítimas deve crescer, de acordo com relatórios do governo

Forte terremoto sacudiu a província chinesa de Yunnan, no sudoeste do país, nesta terça-feira (7) matando ao menos um, ferindo cerca de 20 e obrigando milhares a fugirem para ruas após tremor danificar prédios, de acordo com funcionários e relatórios.

Agosto: Imagens mostram o tamanho da destruição do terremoto na China

Reprodução/Youtube
Terremoto matou ao menos 381 em agosto de 2014 no sudoeste da China (arquivo)


Tremor: Número de mortos após terremoto na China sobe e chega a 398

O Serviço Geológico dos EUA disse que o terremoto teve magnitude 6,0 e foi centrado a 18 km da cidade de Weiyuan, a uma profundidade de 10,1 quilômetros. Seu foco raso pode causar danos ainda maiores, mas não houve relatos imediatos de destruições graves.

Segundo a agência nacional de monitoramento de terremoto da China, a magnitude do tremor foi de 6,6 e atingiu apenas 5 quilômetros abaixo da superfície. O país disse que o tremor foi seguido por oito terremotos secundários, o mais forte deles com 4.2 de magnitude. Ação ocorreu as 21h49 (horário local), quando a maioria dos moradores já estava em suas casas.

Yongping tem uma população de 54 mil habitantes enquanto o município em torno de Jinggu, mais próximo do epicentro, tem 290 mil moradores. Agência oficial de notícias da China, a Xinhua, informou que os abalos puderam ser sentidos na capital provincial de Yunnan.

"Todo o edifício tremia terrivelmente. Placas caíram na cozinha. Nós todos corremos para fora e as ruas já estão lotadas", disse Li Anqin, morador de Weiyuan, sede do condado de Jinggu, à agência.

O epicentro foi em uma área remota, predominantemente rural, em uma região montanhosa de Yunnan. Uma autoridade do local disse à Xinhua que casas balançaram por vários segundos e algumas telhas caíram de telhados enquanto moradores corriam para o lado de fora.

Fotos publicados na conta da Xinhua no microblog chinês Weibo mostram telhas quebradas e tijolos derrubados no chão em um vilarejo, com rachaduras nas paredes de algumas casas. Em agosto, centenas morreram quando terremoto de magnitude 6,3 que atingiu outra parte dessa mesma província.

*Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: terremotochinaxinhuaweiboanqinweiyuan

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas