Cerca de 30 corpos já foram encontrados em praia na cidade de Zuawhrah; navio tinha mais de 250 pessoas a bordo

Reuters

Mais de 100 imigrantes ilegais estão desaparecidos desde o naufrágio de uma embarcação em pleno Mar Mediterrâneo na costa da Líbia, no sábado (4). Segundo autoridades, dezenas de corpos já surgiram na praia da cidade portuária de Zuawrah, localizada a oeste da capital do país, Trípoli.

Veja grandes naufrágios da história:

Aproximadamente 70 imigrantes, a maioria da Síria e da África subsaariana, já foram resgatados, enquanto cerca de 30 corpos foram recuperados. "De acordo com os sobreviventes, havia mais de 250 imigrantes ilegais a bordo”, declarou um funcionário no centro de imprensa do governo local.

A Líbia, cujo gabinete frágil tem se mostrado incapaz de impor sua autoridade sobre grandes porções do país, tornou-se um ponto de partida cada vez mais comum para imigrantes ilegais que tentam cruzar o Mediterrâneo rumo à Europa.

Em agosto, a Organização das Nações Unidas (ONU) informou que quase duas mil pessoas em fuga da África e do Oriente Médio se afogaram no Mediterrâneo somente neste ano. A maioria dos acidentes ocorreu nos últimos três meses, enquanto esses imigrantes se arriscavam na travessia da Líbia para o continente europeu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.