Sitcom iraquiana faz paródia de militantes do Estado Islâmico; assista

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Leve, a série da TV al-Iraqiyya já é sucesso no YouTube e quer contra-atacar na guerra da informação online de extremistas

BBC

Um vídeo de comédia iraquiano está criando sensação na internet satirizando o grupo extremista autodenominado Estado Islâmico.

Veja clicando no link abaixo:

Sitcom iraquiana faz paródia do 'Estado Islâmico'


Reprodução/BBC
Vídeo mostra militantes enlouquecidos enquanto seu líder, Abu Bakr al-Baghdadi, os rege, brandindo um chicote de couro fervorosamente

Ontem: Estado Islâmico decapita mais sete homens e três mulheres na Síria

É o que se pode chamar de um vídeo jihadista como nenhum outro: mostra um grupo de militantes enlouquecidos sentados em formato de círculo, enquanto o seu líder, Abu Bakr al-Baghdadi, os rege, brandindo um chicote de couro fervorosamente.

Os jovens barbados exibem rifles e cantam: "Proibimos fumar cigarros e expulsamos todos os cristãos", diz a letra. "Proibimos o sexo fora do casamento, menos com os militantes jihadistas". Cada refrão termina com um chamado para que o "algoz" se junte a eles.

Setembro: Turquia busca mandato para se juntar a ação militar contra o EI

A cena, claro, não é real e, sem dúvida, não é de um dos vídeos postados na web pelo grupo autodenominado Estado Islâmico. Esta é a música tema do Dawlat al-Khurafa (Estado Mítico), uma série de comédia feita no Iraque que faz uma sátira ao grupo Estado Islâmico.

A série mostra um país problemático governado por militantes do grupo. O primeiro episódio foi exibido no sábado por um dos maiores canais de televisão do Iraque, o al-Iraqiyya.

Segunda: Premiê de Israel compara o Hamas ao Estado Islâmico em discurso na ONU

Reprodução/BBC
Vídeos são sucesso no YouTube

Cenário: Combate ao EI pode custar mais de R$ 9 bilhões por ano aos EUA

Enquanto isso, a música tema do programa se transformou em um sucesso na web, assistido mais de 200 mil vezes no YouTube. A série conta com 30 episódios e foi escrita por Thaer al-Hasnawi, que vive em Bagdá.

Ele afirma que o Estado Islâmico, que é muito ativo nas redes sociais, está vencendo a guerra de informação e o povo iraquiano está aterrorizado pelos importantes avanços nas conquistas de território que o grupo conseguiu desde junho. Então, al-Hasnawi decidiu usar o humor para reduzir o medo que tomou conta do país.

ONU: Síria apoia luta global contra o Estado Islâmico, diz chanceler

"Estamos fazendo isto para que as crianças não tenham que ir para a cama com medo do Estado Islâmico."

Os comediantes responsáveis pela série também dizem que querem questionar a interpretação extremista do grupo para o islamismo sunita.

Centenas de pessoas comentaram os vídeos na internet, muitas delas se divertindo com as piadas. Mas, alguns sunitas acham que a série é um ataque contra eles feito pela comunidade xiita, que é maioria no Iraque.

"Rir e fazer piada é tudo que os xiitas conseguem fazer? Vão aprender a ser muçulmanos antes", escreveu um usuário do YouTube.

Bélgica: Filho de brasileira é julgado por se unir ao Estado Islâmico na Síria

Mas, al-Hasnawi afirma que eles tentam não ofender os sunitas. Ele acrescenta que eles incluíram um sunita moderado na série, que aconselha os outros personagens. O comediante diz ainda que isto serve para destacar que o Estado Islâmico não representa a maioria dos sunitas.

Esta não é a primeira vez que os iraquianos satirizam o grupo. "Dashawi", uma gíria que designa um militante do Estado Islâmico, é o nome de uma série de desenhos feita recentemente para a televisão e que faz piada com a interpretação do grupo para a religião islâmica.

E, enquanto os ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos contra o grupo continuam, a atividade dos militantes nas redes sociais diminuiu.

O Twitter fechou as contas que seriam afiliadas ao Estado Islâmico e os militantes também foram orientados a não mais publicar suas atividades e não divulgar suas posições durante batalhas.

Leia tudo sobre: eiileiil no iraqueeuayoutubeserie de tvsitcom

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas