Cosmonauta russa pioneira rebate pergunta machista sobre seu penteado

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

A engenheira questionou o aparente machismo de jornalista ao ser questionada sobre como mantinha seu penteado no espaço

BBC

Primeira cosmonauta russa a ser enviada à Estação Espacial Internacional (EEI), a engenheira Yelena Serova questionou o aparente machismo de um jornalista, que a indagou sobre como manter o penteado no espaço a bordo da sonda Soyuz.

2011: Rússia lança foguete com satélites para sistema de navegação

AFP
Yelena Serova foi treinada por oito anos para a missão espacial, que vai durar 6 meses


Ciência: Rússia suspende lançamentos de foguetes Soyuz

Ela e seus dois companheiros de viagem concederam uma coletiva antes da decolagem desta sexta-feira no Cazaquistão.

"Posso fazer uma pergunta também?", disse ela ao jornalista, acompanhada de seus dois companheiros nesta missão, um americano e um russo. "Você não tem interesse no penteado de meus colegas?"

Apesar de ser a primeira russa a integrar a tripulação da EEI, Yelena é a quarta russa a ir ao espaço. Ela se preparou por oito anos para participar da missão, e ficará na estação por seis meses.

"Eu serei a primeira mulher russa a chegar à Estação Espacial Internacional. Sinto uma enorme responsabilidade em relação aos que me treinaram e quero dizer a eles que não os decepcionarei", acrescentou.

Antes da russa, a última mulher a integrar a missão foi a americana Karen Nyberg, que ficou em órbita por seis meses, em 2013. A Rússia foi o primeiro país a enviar uma mulher ao espaço, com Valentina Tereshkova, em 1963.

A nova missão da Estação Espacial Internacional ocorre em meio a tensões entre Rússia e Estados Unidos por conta da anexação da Crimeia pela Rússia e do apoio do país aos separatistas rebeldes na Ucrânia.

Leia tudo sobre: russiatereshkovanybergmachismocrimeiayelena

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas