De acordo com o presidente Petro Poroshenko, seu programa de reformas permitirá ao país realizar o pedido em seis anos

Agência Brasil

A Ucrânia vai pedir oficialmente adesão à União Europeia (UE) em 2020, anunciou nesta quinta-feira (25) o presidente ucraniano, Petro Poroshenko.

Dia 22: Rússia pretende assumir controle da web no país em caso de emergência

Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko fala à imprensa durante coletiva em Kiev
Reuters
Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko fala à imprensa durante coletiva em Kiev

Otan: Cessar-fogo na Ucrânia é 'só no nome', diz comandante militar

"Vou apresentar um programa de reformas, cuja aplicação permitirá à Ucrânia fazer, em seis anos, um pedido de adesão à União Europeia", disse Poroshenko, ao discursar em um congresso de magistrados em Kiev.

Poroshenko informou que o plano prevê cerca de 60 reformas, além de programas especiais, e destacou a reforma do sistema judicial, destinada a restabelecer a confiança da sociedade na Justiça.

Dia 20: Fábrica de armamento explode em zona controlada por rebeldes na Ucrânia

Poroshenko anunciou também que determinou ao governo renunciar oficialmente ao estatuto de não alinhado, uma medida que abre caminho à entrada da Ucrânia na Organização do Tratado do Atlântico Norte, a Otan.

Veja fotos da ocupação russa na Ucrânia

Dia 19: Bielorússia sedia nova rodada de negociações de paz na Ucrânia

A Ucrânia assinou em junho um acordo de associação com a UE, que foi ratificado em 17 de setembro pela Rada Suprema (Parlamento ucraniano) e pelo Parlamento europeu.

A crise na Ucrânia obrigou mais de 500 mil pessoas a abandonarem as casas, informou, no dia 2 de setembro, a agência da Organização das Nações Unidas para os refugiados, advertindo que uma escalada da crise poderia "desestabilizar toda a região".

Dia 17: Rússia saúda decisão da Ucrânia em conceder status especial no leste

Pelo menos 260 mil pessoas estão deslocadas na Ucrânia e, segundo Moscou, mais 260 mil procuraram asilo na Rússia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.