Motoristas serão presos por infração de trânsito na Arábia Saudita

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Na cidade de Jedá, a segunda maior do país, motoristas que cometerem essa infração precisarão passar uma noite na prisão

BBC

Motoristas que ultrapassarem o sinal vermelho poderão passar a noite atrás das grades na Arábia Saudita.

Agosto: Arábia Saudita proíbe casamento com estrangeiras de quatro países

Reprodução/BBC
Ultrapassar o sinal vermelho irá render prisão a motoristas na Arábia Saudita


Julho: Arábia Saudita condena ativista de Direitos Humanos a 15 anos de prisão

Na cidade de Jedá, quem for flagrado cometendo a infração será devidamente multado - como já acontece - e só será liberado após 24 horas na prisão, de acordo com Zaid Al Hamzi, um porta-voz da polícia de trânsito.

Segundo noticiou a imprensa árabe, policiais adicionais serão distribuídos pelos cruzamentos da cidade para fiscalizar os motoristas, aplicar a nova lei e apanhar os violadores das leis do trânsito.

Uma locadora de carros confirmou ao jornal Arab News que a regulamentação já está sendo implementada e que "vários de seus clientes já teriam sido presos" segundo as novas leis.

As ruas da Arábia Saudita estão entre as mais perigosas do mundo, de acordo com um relatório divulgado no ano passado, com uma média de 19 mortes por dia.

A situação é tão grave que o Grande Mufti da Arábia Saudita, Abdulaziz Al-Asheikh - a máxima autoridade religiosa do país -, ofereceu recentemente a ajuda de um dirigente espiritual para acalmar os motoristas imprudentes.

No pronunciamento, Al-Asheikh classificou o ato de direção perigosa de "pecado grave" e lembrou que atitudes como essa poderiam custar a vida das pessoas

Leia tudo sobre: arabia sauditajedaal asheikhhamziarab news

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas