Jovens iranianos são condenados a 91 chicotadas e prisão por dançarem 'Happy'

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Seis jovens iranianos filmaram vídeo onde aparecem dançando a música de Pharrell Williams; a decisão, porém, foi suspensa

Grupo de seis jovens iranianos que filmaram vídeo onde aparecem dançando e cantando a música "Happy", de Pharrell Williams, foi sentenciado a seis meses de prisão e 91 chicotadas. O diretor do vídeo, Sassan Solemani, teve a sentença mais longa dos três: um ano e o mesmo número de chicotadas. As informações são do Daily Mail.

Maio: Iranianos são presos por dançar 'Happy' em um vídeo local

Reprodução/Youtube
Seis jovens foram presos após gravarem uma homenagem ao cantor de 'Happy', Pharrell Williams


Apesar da decisão, o grupo tem motivos para comemorar. As sentenças foram suspensas e, se eles não forem presos novamente no período de três anos, as punições serão descartadas, como explica o advogado da trupe, Farshid Rofugaran.

"A pena suspensa torna-se nula e sem efeito após um determinado período de tempo", disse Rofugaran. "Quando a pena é suspensa, o veredito não é realizado, mas se nesse período um crime semelhante acontecer, então o acusado estará sujeito a punição pelo crime atual e pela pena suspensa anteriormente".

Eles foram presos em maio deste ano, um mês depois de o vídeo se tornar um viral no YouTube. As autoridades iranianas supostamente encontraram problemas no fato de as mulheres aparecerem dançando ao lado de homens e não usarem o hijab.

Durante seu tempo atrás das grades, os três homens e as três mulheres foram humilhados e obrigados a ir à rede nacional para pedir desculpas pelo vídeo, dizendo que haviam cometido um erro ao gravá-lo.

Assista ao vídeo:

Após a confissão, eles foram libertados sob fiança e alguns tiveram até o direito de viajar dentro e fora do país, disse Rofugaran. O grupo agora tem a opção de aceitar o veredito ou apelar.

"Farei o que meus clientes quiserem. Ficamos muito felizes ao saber que as sentenças e chibatadas foram suspensas", segundo o advogado. O grupo passou a última semana no tribunal de Teerã para o julgamento.

Chefe da Anistia Internacional do Reino Unido de Campanhas, Champa Patel, condenou o julgamento e disse ao MailOnline que "prender pessoas por dançarem uma música chamada 'Happy' em um vídeo é levar as coisas a um novo nível de ironia até mesmo para as autoritárias autoridades iranianas".

"O Irã já cortou todo o tipo de liberdade de expressão proibindo o uso de antenas parabólicas, filtrando a internet e prendendo jornalistas, artistas e diretores de cinema. As autoridades devem parar de perseguir essas pessoas e deixar de lado essa ação ridícula."

Quanfo foi postado no YouTube, o conteúdo trazia a descrição: "Nós fizemos este vídeo como fãs do Pharrell Williams em 8hrs com o nosso iPhone 5S. 'Happy' é uma desculpa para ser feliz. Nós aproveitamos cada segundo das gravações. Espero que ela coloque um sorriso em seu rosto."

Williams protestou contra as prisões no Facebook, postando: "É mais do que triste o fato de essas crianças terem sido presas por tentar espalhar a felicidade."

Leia tudo sobre: irahappyvideoyoutubepharellteerarofugaransolemani

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas