Estado Islâmico divulga vídeo e diz ter decapitado refém britânico

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

A agência Reuters publicou imagens do vídeo, mas disse que não conseguiu verificar a autenticidade da filmagem

O grupo Estado Islâmico divulgou um vídeo neste sábado (13) no qual afirma e mostra a decapitação do refém britânico David Haines, de 44 anos. O escocês era agente humanitário e foi sequestrado na Síria em março de 2013.

Entretanto, a agência Reuters disse que não conseguiu verificar a autenticidade das imagens ao divulgar frames do vídeo. O Reino Unido também apura a veracidade das imagens.

Reuters
Vídeo mostra suposta nova decapitação de refém pelo Estado Islâmico


O vídeo mostra um homem encapuzado no deserto junto ao refém. Momentos antes da sua morte, David Haines lê um texto em que atribui a sua execução ao primeiro-ministro britânico David Cameron.

As imagens divulgadas são semelhantes às decapitações de dois jornalistas norte-americanos, James Foley e Steven Sotloff, executados pelo Estado Islâmico no mês passado, e também mostradas pelo grupo em vídeos.

Haines tinha dois filhos e era de Perth, na Escócia. Ele foi sequestrado no ano passado enquanto trabalhava para a agência francesa ACTED.

Leia tudo sobre: estado islâmicodecapitação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas