Eric Dejaeger já se declarou culpado de oito das 70 acusações de agressão sexual quando julgamento começou em dezembro

Um juiz canadense condenou um ex-padre católico por 24 das 70 acusações de crimes sexuais envolvendo crianças há mais de 30 anos.

Vídeo: Jovens prestam depoimento em caso de padre acusado de pedofilia

O ex-sacerdote Eric Dejaeger já se declarou culpado de oito acusações de agressão sexual quando seu julgamento começou, em dezembro do ano passado.

Em sua decisão proferida nesta sexta-feira (12), o juiz Robert Kilpatrick escreveu que o caso foi enfraquecido pelo tempo que se passou entre os supostos ataques e o julgamento.

Irlandesa: Vítima de padre pedófilo conta seu drama em simpósio do Vaticano

Dejaeger retournou ao Canadá vindo da Bélgica em 2011 por violação de imigração, e não extradição. Um jornalista belga percebeu que Dejaeger havia perdido sua cidadania belga em 1977, quando se tornou canadense naturalizado. Ele vivia na Bélgica desde 1995 sem visto.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.