Pela primeira vez desde agosto pesquisa mostra defensores da da união com o Reino Unido como maioria no país europeu

Reuters

Os partidários pela manutenção da Escócia no Reino Unido recuperaram a liderança que havia sido tomada pelos separatistas, mostrou uma pesquisa da YouGov divulgada nesta quinta-feira (11), apenas uma semana antes de os escoceses votarem em um referendo que decidirá sobre a independência do país.

Escoceses vão às urnas no dia 18 deste mês para decidir sobre independência do Reino Unido
Reuters
Escoceses vão às urnas no dia 18 deste mês para decidir sobre independência do Reino Unido

A pesquisa YouGov, encomendada pelos jornais Times e Sun, colocou os favoráveis à permanêncai da união com 52% dos votos, pouco à frente dos defensores da independência escocesa, com 48%. Não estão computados os votos dos indecisos. 

Leia mais:
Libra desvaloriza após pesquisa apontar 'sim' à independência escocesa
Em pânico, líderes britânicos lançam campanha contra independência escocesa
Especialistas avaliam impacto da possível ruptura da Escócia com o Reino Unido

"Esta é a primeira vez que o Não ganhou votos desde o início de agosto", disse o presidente da YouGov Peter Kellner em um comentário. "Embora o Não esteja de novo na frente, a campanha pelo Sim manteve a maioria dos ganhos desde o início de agosto."

Uma das mais respeitadas entidades de pesquisas da Grã-Bretanha, a YouGov consultou 1.268 pessoas entre os dias 9 e 11 de setembro. Os escoceses votam na próxima quinta-feira (18).

A última pesquisa da YouGov, divulgada no fim de semana, mostrou que o Sim estava na frente com 51% das intenções de voto, revertendo uma vantagem de 22 pontos da campanha anti-independência "Better Together" ("Melhores juntos") em um mês, para assumir uma vantagem de dois pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.