Pela manhã, um aparato explosivo já havia sido detonado no mesmo local, em Viña del Mar; é o 3º ataque em 2 dias no país

Reuters

Um segundo aparato explosivo foi detonado na cidade costeira chilena de Viña del Mar, deixando pelo menos três pessoas com ferimentos leves, na noite desta quarta-feira (10). O ataque ocorre um dia depois de uma detonação registrada no mesmo lugar, um supermercado, e na mesma semana em que o país sofreu seu pior atentado a bomba dos últimos vinte anos, na segunda (8), em Santiago.

Veja fotos da explosão que ocorreu em Santiago na segunda-feira:

A bomba detonada nesta noite explodiu no banheiro de um supermercado, deixando duas pessoas com ferimentos leves. Na terça (7), uma explosão semelhante deixou uma mulher com problemas de audição.

O Chile está em alerta desde o ataque da última segunda, quando uma bomba deixada em uma lixeira próxima a uma estação de metrô na capital deixou 14 feridos. Ninguém reivindicou a responsabilidade pelo ataque, e a polícia diz não saber quem está por trás dele.

Leia também:
Ato terrorista deixa feridos em metrô do Chile
Nova explosão no Chile deixa uma mulher ferida

Os aparatos explosivos detonados em Viña del Mar foram feitos com uma garrafa de plástico, ácido, e papel alumínio, disseram autoridades policiais, acrescentando que as explosões não produziram estilhaços e apenas fizeram barulho.

"Levamos duas pessoas para o hospital para cuidados preventivos, pois mostravam sintomas de perda de audição", disse o policial Rodrigo Loyola. "Nenhum outro ferimento ou dano foi relatado", acrescentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.