O roteiro de paz, aprovado pela enviados em Minsk na sexta-feira (5), inclui a troca de prisioneiros de guerra

Reuters

Uma calma desconfortável prevaleceu no leste da Ucrânia neste sábado (6) após forças ucranianas e separatistas pró-russos assinarem um cessar-fogo como parte de um esforço para acabar com uma guerra que provocou profunda crise nas relações entre a Rússia e o Ocidente.

Cessar-fogo: Governo da Ucrânia assina acordo de trégua com rebeldes pró-russos

Leia mais:  Otan acusa Rússia de atacar a Ucrânia; presidente ucraniano promete trégua

O roteiro de paz, aprovado pela enviados em Minsk na sexta-feira, inclui a troca de prisioneiros de guerra. Um líder separatista disse que esse processo começaria ainda neste sábado, embora o lado ucraniano tenha dito que os detalhes ainda estavam sendo trabalhados.

Os dois lados permanecem distantes sobre o futuro estatuto das áreas controladas pelos rebeldes no leste da Ucrânia e os moradores e combatentes disseram que não esperam que o cessar-fogo possa durar muito tempo, mas não houve relatos de graves violações neste sábado.

"As forças da operação anti-terrorista apoiam o cessar-fogo e estão observando de perto a ordem do comandante-em-chefe", disse o porta-voz de Segurança Nacional da Ucrânia e do Conselho de Defesa, Andriy Lysenko, em um briefing neste sábado em Kiev.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.