Produtos vindos também da Austrália, Canadá e Noruega serão proibidos, segundo primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev

Reuters

A Rússia vai proibir a importação de frutas, vegetais, carnes, peixes e laticínios dos Estados Unidos, União Europeia, Austrália, Canadá e Noruega, disse o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, em uma reunião governamental na quinta-feira (7).

Dia 6: Combates entre soldados e rebeldes deixam 18 militares mortos na Ucrânia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, preside sessão do Conselho de Estado em Voronezh (5/08)
Reuters
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, preside sessão do Conselho de Estado em Voronezh (5/08)


Hoje: Snowden recebe permissão de permanência na Rússia por três anos

A decisão acontece após um decreto assinado pelo presidente russo, Vladimir Putin, ordenando ao governo proibir ou limitar importações de alimentos de países que impuseram sanções a Moscou por seu apoio aos rebeldes no leste da Ucrânia e pela anexação da Crimeia.

"Não há nada bom em sanções e não foi uma decisão fácil de tomar, mas tivemos que fazer isso", disse Medvedev. A proibição será válida a partir de 7 de agosto e irá durar um ano, acrescentou.

Veja a lista de produtos: http://government.ru/media/files/41d4f8cdfeeb731522d2.pdf

Resposta

A Comissão Europeia se reserva o direito de tomar medidas em resposta à proibição da Rússia a alimentos e produtos agrícolas da UE, informou o organismo nesta quinta. O órgão vai avaliar a proibição anunciada pela Rússia a produtos da UE, disse o porta-voa Frederic Vincent a repórteres.

Dia 5: Chanceler polonês diz que Rússia pretende pressionar ou invadir Ucrânia

Julho: Ucrânia corta abastecimento de alimentos a reduto de rebeldes no leste do país

"Nós nos reservamos o direito de tomar medidas apropriadas", disse ele, sem especificar qual tipo de medidas.

Sanções

Os Estados Unidos e a União Europeia impuseram sanções brandas à Rússia a princípio, mas as aprofundaram desde que um avião de passageiros malaio foi abatido no leste da Ucrânia no mês passado com um míssil supostamente fornecido pelos russos aos rebeldes. Moscou nega que tenha dado mísseis aos rebeldes.

Reunião: Líderes do G7 pressionam Rússia por tentar minar a soberania da Ucrânia

Na quarta, Putin ordenou que seu governo elabore uma lista de produtos de agricultura de países que aplicaram sanções a seu país e que sofrerão retaliação.

Como parte da determinação do presidente russo, o serviço de vigilância veterinária e fitossanitária da Rússia anunciou que vai embargar importações de carne de frango dos Estados Unidos.

O país irá também banir importações de todos os produtos agrícolas dos EUA e de todas as frutas e vegetais da União Europeia, disse a agência russa RIA, citando o serviço veterinário.

Crítica: Para Moscou, sanções 'míopes' vão agravar relações entre Rússia e EUA

A Rússia importou 43 bilhões de dólares em alimentos no ano passado, e é o maior comprador de frutas e vegetais europeus e grande comprador de carne, peixe e frango.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.