Ossos em navio que afundou na Itália podem ser da única vítima não encontrada

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Restos humanos que foram encontrados por mergulhadores podem ser do indiano Russel Rebello, que era garçom no navio

Reuters

Mergulhadores encontraram restos humanos no navio naufragado Costa Concordia e irão verificar se pertencem à única pessoa ainda não contabilizada dois anos e meio após o acidente da embarcação de luxo, anunciaram autoridades nesta quarta-feira (6).

AP
O navio de turistas que afundou na costa de Isola del Giglio, na Toscana, em janeiro de 2012

A única vítima do desastre cujo corpo ainda não foi encontrado é Russel Rebello, um indiano que trabalhava como garçom a bordo quando o navio atingiu rochedos e afundou na costa da Toscana, em janeiro de 2012, matando 32 pessoas.

Os parentes de Rebello foram informados sobre a descoberta ocorrida no terceiro deque da embarcação, que deve ser desmontada e virar ferro velho depois de ser rebocada até o porto de Genova, no norte da Itália.

Leia mais:
Saiba o que aconteceu com o Costa Concordia
Navio italiano é erguido de plataforma submarina e será desmantelado
Vídeo mostra partes submersas do navio Costa Concordia; assista

Também é possível que os restos mortais pertençam a Maria Grazia Trecarichi, cujo corpo foi recuperado em outubro. Autoridade de defesa civil afirma que sua família também foi informada da descoberta.

O naufrágio do Concordia, verdadeiro hotel flutuante do tamanho de três campos de futebol, levou a uma evacuação caótica durante a noite e a uma das maiores operações de resgate da história marítima.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas