Confronto por disputa de aeroporto deixa mais de 20 mortos na capital da Líbia

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Choques entre rivais dos povoados Misrata e Zintan já duram três semanas, o conflito mais violento desde a queda de Gadaffi

Reuters

Mais de 20 pessoas morreram em conflitos entre as facções armadas que disputam o controle do aeroporto de Trípoli, confirmou neste domingo (3) o governo da Líbia. Os choques causaram um grande incêndio no maior depósito de combustíveis da cidade.

Reuters
Rebelde observa densa fumaça nas proximidades de Trípoli, capital do país em conflito há três anos

Facções rivais dos povoados de Misrata e Zintan estão lutando há quase três semanas para controlar o aeroporto da capital do país, no pior episódio de violência desde a revolta que derrubou o líder Muammar Gaddafi em 2011. Os hospitais de Trípoli receberam 22 corpos (no sábado, dia 2 de julho) e 72 feridos, segundo comunicado oficial

Leia mais:
Combates entre forças da Líbia e militantes islâmicos matam 38 em Benghazi
EUA desocupam embaixada da Líbia após escalada de violência em Trípoli

A capital estava tranquila no domingo de manhã, à exceção de algumas explosões esporádicas. Mas oito tanques de gás no depósito de combustível de Trípoli, que fica próximo ao aeroporto, continuavam queimando depois de um foguete atingir o local. O incêndio gerou uma enorme nuvem de fumaça sobre a cidade.

O Ministério do Petróleo emitiu um alerta advertindo que os tanques poderiam explodir a qualquer momento e pediu ao Ministério da Saúde para estar preparado caso haja mais vítimas.

As milícias de Misrata e Zintan lutaram juntas para derrubar Gaddafi, mas há três anos eles se negam a baixar as armas e sua rivalidade levou a uma sangrenta batalha para definir o grupo que tem o controle da Líbia.

Leia tudo sobre: líbiatrípoliguerra civilmisratazintan

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas