Fontes palestinas disseram que pelo menos oito pessoas foram mortas em um ataque israelense em Gaza.

Reuters

Um fotógrafo da Agência Reuters informou que tanques israelenses abriram fogo no sul da Faixa de Gaza após a entrada em vigor de uma trégua humanitária de 72 horas à partir das 2h da madrugada desta sexta-feira (horário de brasília).

O Exército israelense alertou os moradores para ficarem em casa e disseram que o Hamas teria quebrado um cessar-fogo poucas horas após o seu início.

Fontes palestinas disseram que pelo menos oito pessoas foram mortas em um ataque israelense em Gaza. Israel disse que foi em resposta a disparos de foguetes do Hamas.

Leia mais:  Israel e Hamas acertam cessar-fogo humanitário de 72 horas em Gaza


Conflito

Desde o início da operação Margem Protetora, no dia 8 de julho, 1.360 palestinos morreram - a maioria civis. Do lado israelense, morreram 56 soldados e dois civis. Um trabalhador tailandês em Israel também foi morto.

Segundo a ONU, 425 mil pessoas em Gaza tiveram de deixar suas casas por causa da operação. A organização diz que está amparando 225 mil palestinos em 86 abrigos ao longo da Faixa de Gaza. Acredita-se que cerca de 200 mil estejam na casa de amigos e parentes.

O número total de desabrigados e desalojados chega a um quarto da população da Faixa de Gaza (1,7 milhão).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.