Embaixada dos EUA suspende a emissão de vistos após problema técnico

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Problema no sistema em Washington suspendeu emissão em todo o mundo; embaixada aconselha o adiamento de viagens

Um problema no sistema norte-americano de emissão de vistos em Washington causou a suspensão da emissão do documento em todo o mundo.

Hoje: Funcionários da Embaixada do Brasil na Líbia são transferidos para a Tunísia

Agência Brasil
Embaixada dos EUA recomendou o adiamento de viagens próximas após problema técnico para emitir vistos

Dia 26: EUA desocupam embaixada da Líbia após escalada de violência em Trípoli

Diante do problema, que ainda não teve a causa identificada nem prazo para normalização, a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil recomenda que pessoas sem visto e com viagem marcada para as próximas duas semanas adiem a partida.

Para Laura Salaberry, 30, porém, adiar a passagem não está sendo uma tarefa fácil. Estudando nos EUA há um ano, a designer somente voltou ao Brasil para alterar o status do visto. Como tem compromissos em Nova York, ela pediu visto de urgência e retiraria o documento na terça (29), mas por causa de problemas no sistema, não há previsão de data para a entrega de seu passaporte.

"Na entrevista me disseram que havia problemas no sistema. Liguei na embaixada e a única informação que tenho é de que meu passaporte não está pronto. Sem nenhuma previsão de entrega", explicou.

Laura, que está em Porto Alegre, viajaria para São Paulo na sexta para pegar seus documentos e seguir para Nova York no sábado à noite. "Não sei para quando vou remarcar a passagem exatamente", disse ela.

Até o dia 14, mais de meio milhão de vistos norte-americanos foram emitidos pela Missão Diplomática dos Estados Unidos no Brasil em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e no Recife. O número é 4% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Uma nota do Bureau de Assuntos Consulares do Departamento de Estado Norte-americano informou que o problema surgiu após um procedimento de atualização do software, no último dia 20, para melhorar o desempenho do sistema.

“Prevemos que vai levar semanas para retomar a capacidade de processamento de vistos completo”, diz trecho do documento.

O Departamento de Estado lamentou o problema, mas informou que não haverá reembolso para aqueles que foram prejudicados, em especial, estudantes de outros países.

“Embora possa ser de pouco consolo para aqueles que experimentaram dificuldades, temos sempre muito cuidado para dizer que os viajantes não façam planos de viagem até fazer o visto estar em mãos. Mesmo quando o CCD [Centro Consular de Dados] está funcionando normalmente, pode haver atrasos nos vistos de impressão. O departamento não tem a autoridade para reembolsar candidatos”, explica a nota.

*Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: embaixada euaeuavisto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas