Air France evitará área onde avião da Air Algerie caiu

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Porta-voz da companhia aérea informou que empresa manterá os voos para a capital do Mali, Bamako, mas por outras rotas

A Air France-KLM vai evitar sobrevoar a área no norte do Mali onde caiu, na quinta, avião da Air Algerie como "medida de precaução", disse um porta-voz do grupo francês nesta sexta-feira (25).

Mais cedo: Mau tempo pode ter provocado queda; França descarta sobreviventes

Reuters
Avião da Swiftair MD-83 que caiu no Mali é visto de decolar do aeroporto de Hamburgo (15/06)


Ontem: Destroços do avião da Air Algerie são encontrados no Mali, diz presidente

O porta-voz informou que a companhia aérea iria continuar a voar para a capital malinesa, Bamako, mas usando outras rotas, a oeste do local do desastre no norte do país.

Antes desse anúncio autoridades francesas haviam dito que o mau tempo provavelmente foi a causa da queda do voo da Air Algerie na quinta-feira, quando ia de Burkina Fasso para a Argélia. Investigadores disseram que não houve sobreviventes entre as 116 pessoas a bordo, incluindo 51 franceses.

Mau tempo

O mau tempo foi provavelmente a causa da queda do voo da Air Algerie no Mali, no oeste da África, disseram autoridades francesas nesta sexta. Investigadores no local do desastre no norte do Mali concluíram que o avião se partiu quando atingiu o solo, disseram, sugerindo que isso indica ser improvável ter sido alvo de um atentado.

Quinta: Avião da argelina Air Algerie desaparece com 116 pessoas a bordo

Uma coluna de 100 soldados e 30 veículos das forças francesas estacionadas na região chegou ao local na manhã desta terça-feira para proteger a área da queda, perto da cidade de Gossi, no norte malinês, e recuperar os corpos, informou uma autoridade do Ministério da Defesa.

Veja outros desastres aéreos misteriosos

Varig 967: o avião desapareceu no Pacífico cerca de 20 minutos após decolar do Japão rumo ao Brasil. Destroços jamais foram achados. Foto: Reprodução/YoutubeMalaysia Airlines: avião desapareceu no dia 8 com 239 pessoas a bordo para a China. Ainda não há dados concretos sobre sua localização. Foto: APMalaysia Airlines: parentes dos passageiros chineses desaparecidos choram após pedir informações sobre o sumiço da aeronave. Foto: APHelios Airways: voo 522 ia do Chipre à Grécia e caiu. Mas, segundo investigação, os 117 passageiros morreram sufocados horas antes da queda. Foto: Reprodução/YoutubeHelios Airways: investigações sobre o voo, que ia do Chipre à Grecia, afirmam que pilotos não conseguiram pressurizar a cabine. Foto: Reprodução/YoutubeSteve Fosset: americano sumiu com seu monomotor ao sobrevoar o deserto de Nevada em 2007. Destroços foram encontrados um ano depois. Foto: Getty ImagesSteve Fosset: destroços do monomotor que o aventureiro americano pilotava quando desapareceu sobre o deserto de Nevada, EUA, em 2007. Foto: Getty ImagesTrans World Airlines: voo 800 dos EUA explodiu ao decolar e as 230 pessoas a bordo morreram. Investigação aponta curto-circuito 'suspeito'. Foto: Wikimedia CommonsEgypt Air: voo 990 ia dos EUA ao Egito e caiu no Atlântico em 1999, deixando 217 mortos. EUA dizem que copiloto derrubou avião de propósito. Foto: Wikimedia CommonsB47: aeronave com material para armas nucleares sumiu no Mediterrâneo em 1956. Nem avião ou seus três tripulantes foram encontrados. Foto: Wikimedia CommonsAir France: avião caiu no Atlântico em 2009 e as caixas-pretas foram encontradas 2 anos depois. As 228 pessoas a bordo morreram. Foto: Wikimedia CommonsAer Lingus: avião irlandês sumiu em 1968 após 'algo incomum' atingir a aeronave e matar os 61 a bordo. Foto: Wikimedia CommonsTorpedeiros: na 2ª Guerra Mundial, Marinha dos EUA enviou 5 aviões com 14 tripulantes ao Triângulo das Bermudas. Eles nunca mais voltaram. Foto: Wikimedia CommonsPan Am: em 1957, voo 7 sumiu entre a Califórnia e o Havaí e foi encontrado após 5 dias. Autópsias indicaram que pessoas a bordo morreram intoxicadas. Foto: Reprodução/YoutubeVoo 571: avião uruguaio caiu nos Andes em 1972 e teve 19 sobreviventes, que recorreram ao canibalismo até ser resgatados dois meses depois. Foto: Reprodução/YoutubeStar Dust: em 1947, avião da British Avro Lancastrian caiu nos Andes da Argentina rumo ao Chile. Destroços foram descobertos 50 anos após a queda. Foto: Reprodução/YoutubeLady Be Good: avião de bombardeio saiu da Itália em 1943 e nunca mais voltou à base na Líbia. Soube-se, 15 anos depois, que sua rota foi alterada. Foto: Reprodução/YoutubeAmelia Earhart: 1ª mulher a pilotar avião que cruzou o Atlântico, desapareceu em 1937 no Pacífico e foi declarada morta 2 anos depois. Foto: © APTiger Line 739: em 1962, o voo saiu da ilha de Guam, EUA, com 90 a bordo rumo às Filipinas e nunca mais foi encontrado. Foto: Reprodução/YoutubeVittorio Missoni: estilista italiano e sua família morreram a bordo de um avião venezuelano. Eles só foram encontrados 6 meses após o acidente. Foto: Getty Images

A procura de pistas: França inicia buscas por destroços do avião da Argélia no Mali

"Os destroços do avião estão concentrados em uma área pequena, mas ainda é muito cedo para tirar conclusões", declarou o presidente francês, François Hollande, a repórteres. "Há teorias, especialmente o tempo, mas nós não estamos excluindo nenhuma teoria", acrescentou.

Autoridades da aviação perderam contato com o voo AH5017 menos de uma hora depois de decolar rumo à Argélia, por volta de 1h55 GMT (22h55 em Brasília) na terça-feira, depois que o piloto fez uma solicitação de mudança de curso por causa do mau tempo.

Aviação mundial

O desaparecimento do avião da Air Algerie aconteceu em meio a uma série de desastres aéreos mundiais. Voos em todo o mundo têm estado alertas depois que avião da Malaysia Airlines desapareceu de Kuala Lampur, Malásia, a Pequim em março. As equipes de buscas não encontraram uma única peça de destroços do Boeing que transportava 239 pessoas a bordo.

Na semana passada, voo da mesma companhia aérea, a Malaysia Airlines, foi derrubado por um míssil terra-ar enquanto sobrevoava área devastada por conflitos entre separatistas e o governo na Ucrânia.

Tragédia: Avião da Air Algerie cai com 116 a bordo em Mali, segundo autoridades

Esta semana, companhias aéreas norte-americanas e europeias cancelaram seus voos para Tel Aviv depois de um foguete cair perto do aeroporto da cidade israelense. Finalmente, na quarta-feira, um avião de Taiwan caiu em meio a tempestade e matou 48.

É fácil ver o motivo por trás da preocupação dos aviadores, mas o transporte aéreo é relativamente seguro. Houve duas mortes para cada 100 milhões de passageiros em voos comerciais na última década, excluindo atos terroristas. Os viajantes estão muito mais propensos a morrer dirigindo para o aeroporto do que após entrar em um avião.

*Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: airfrancemaliah5017francahollandemalaysia airlinesargelia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas