Após provocar destruição nas Filipinas, tufão mata ao menos 17 no sul da China

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Foi o maior registro de um fenômeno do tipo no país em 40 anos; na semana passada, Rammasun deixou 94 mortos

BBC

O maior tufão a atingir o sul da China em 40 anos deixou, neste domingo (20), pelo menos 17 mortos, após ter provocado um rastro de destruição nas Filipinas na semana passada.

O supertufão Rammasun ("Deus do trono", em tailandês) matou pelo menos oito pessoas na ilha de Hainan e nove na região de Guangxi. O número de mortos ainda pode subir, pois há moradores desaparecidos, informou a imprensa estatal. O ciclone atingiu o território chinês na sexta-feira (18) com ventos acima de 200km/h.

Veja fotos da passagem do tufão pelo sul da China:

Depois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país
. Foto: AP PhotoDepois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país
. Foto: AP PhotoDepois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país
. Foto: AP PhotoDepois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país
. Foto: AP PhotoDepois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país. Foto: Getty ImagesDepois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país. Foto: Getty ImagesDepois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país. Foto: Getty Images
Depois de deixar rastro de destruição nas Filipinas, tufão Rammasun atingiu o sul China na sexta-feira (18); até este domingo (20) foram contabilizados 17 mortos no país. Foto: Getty Images

Pelo menos 94 pessoas morreram quando o Rammasun tocou o norte das Filipinas no início da semana passada. A tempestade também afetou o Vietnã, onde meteorologistas esperavam fortes chuvas antes de ele começar a perder força, na segunda-feira (21).

O transporte por ar, trem e estradas foi suspenso em partes da China enquanto emissoras de TV mostravam ruas repletas de destroços, incluindo árvores caídas e telhados arrancados pela força dos ventos.

Leia mais:
Tufão paralisa capital filipina; tempestade segue para China
Passagem de tufão nas Filipinas deixa dezenas de mortos; assista

Novo risco
Em Hainan, segundo informações não-oficiais, o ciclone já teria deixado 18 mortos, enquanto entre duas e cinco pessoas estariam desaparecidas.

O Rammasun é o maior tufão a atingir o sul da China desde a temporada de ciclones de 1973, informou o Serviço de Meteorologia do país.

Neste ano, o supertufão Nora alcançou ventos de 295 km/h, embora tenha perdido força ao chegar ao continente.

A maioria das pessoas morta nas Filipinas foi atingida por pedaços de destroços e árvores, informou a defesa civil do país, enquanto outras seis pessoas desaparecidas estariam navegando no mar durante a passagem do ciclone.

Um novo tufão, Matmo, com ventos de até 150 km/h, pode atingir a área devastada pelo Rammasun, informou à agência de notícias AFP Mina Marasigan, porta-voz do Conselho de Administração e Redução de Risco de Desastres Nacionais das Filipinas. Cerca de 20 grandes tempestades atingiram o país neste ano.

As Filipinas encontram-se em uma região onde esse tipo de fenômeno natural é recorrente, em grande parte devido às águas quentes do Oceano Pacífico.

Leia tudo sobre: tufãoRammasunchinabbc

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas