Ao menos 28 rebeldes são mortos em ofensiva militar no norte do Paquistão

Por Agência Lusa | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ação por ataques aéreos foi resposta a atentado ocorrido há pouco mais de um mês no principal aeroporto do país

As Forças Armadas do Paquistão bombardearam, neste domingo (20), seis esconderijos de rebeldes em uma região ao norte do país dominada por insurgentes. Ao menos 28 morreram, segundo fontes oficiais.

Leia mais:
Terroristas matam agentes em ataque no maior aeroporto do Paquistão

Os ataques aéreos tinham como alvo o povoado de Shawal, no Waziristão do Norte, noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão. A região é um local de refúgio para rebeldes que fugiram de ofensivas militares paquistanesas em outras áreas do país.

AP Photo
Soldados no Aeroporto de Carachi no dia 08 de junho, quando local foi palco de atentado

Os militares paquistaneses, com acesso a aviões e à artilharia, começaram os ataques à região do Waziristão em meados de junho, na tentativa de recuperar o controle absoluto do distrito. As forças terrestres avançaram até o local no final de junho.

A ofensiva das Forças Armadas paquistanesas teve origem no ataque terrorista ao Aeroporto de Carachi, que resultou na morte de dezenas de pessoas e pôs fim a um frágil processo de negociações de paz com os talibãs paquistaneses.

Até ao momento, de acordo com os números divulgados pelos militares, mais de 400 rebeldes e 25 soldados já morreram na ofensiva paquistanesa.

Leia tudo sobre: paquistãorebeldesforças armadasbombardeioafeganistãoshawal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas