Os dois líderes se reuniram brevemente antes da final da Copa do Mundo, no Rio de Janeiro

Reuters

A chanceler alemã Angela Merkel, à esq., o presidente russo Vladimir Putin, à dir., o presidente eleito na Ucrânia Petro Poroshenko conversam na Normania, França
AP
A chanceler alemã Angela Merkel, à esq., o presidente russo Vladimir Putin, à dir., o presidente eleito na Ucrânia Petro Poroshenko conversam na Normania, França

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente russo, Vladimir Putin, concordaram que a situação na Ucrânia "tem uma tendência de degradação" e pediram por uma intensificação nos esforços de paz, disse o porta-voz de Putin, Dmitry Peskov, neste domingo (13).

LEIA MAIS: Quais são as motivações da Rússia na crise da Ucrânia?

Os dois líderes se reuniram brevemente antes da final da Copa do Mundo, no Rio de Janeiro.

Eles têm estado em contato telefônico regular por conta da crise na Ucrânia, e Merkel pediu a Putin que use sua influência sobre os separatistas no leste ucraniano para ajudar a colocar um fim nos combates da região.

"Tanto Putin quanto Merkel salientaram a necessidade de retomar urgentemente o trabalho para um grupo de contato na Ucrânia, possivelmente no formato de uma videoconferência. É a opinião comum de ambos que, para que o grupo de contato retome seu trabalho, um cessar-fogo precisa ser declarado o mais rápido possível", disse Peskov.

MAIS: Ucrânia vive crise humanitária; veja fotos:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.